Os custos de produção vão se manter? Esse é o questionamento de todo o produtor que quer planejar a sua atividade.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Os custos de produção vão se manter? Esse é o questionamento de todo o produtor que quer planejar a sua atividade. Na cadeia do leite, 2020 foi considerado um ano que gerou desafios aos produtores e o acompanhamento dos custos deve continuar demandando atenção aos produtores neste ano, seja devido a taxa de câmbio, pelos estoques internacionais de grãos ou pela condição climática.

Na propriedade, a alimentação do rebanho é responsável por uma parcela do custo de produção do leite ao mesmo tempo em que, quando realizada adequadamente, impacta de forma positiva no resultado financeiro do produtor.

De acordo com o extensionista do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná o zootecnista Diego Fernandes, alternativas devem ser buscadas na formulação e com o objetivo de baratear o valor de produção neste período em que o preço da matéria-prima está elevado.

Com a matriz nutricional da ração, a indústria pode atuar com o critério de custo mínimo. Fernandes explica que os ingredientes balizadores da ração são os grãos. “Quando o valor de negociação aumenta a principal matéria-prima, a fabricante busca por outros ingredientes, como farelo de trigo, casca de soja ou caroço de algodão”.

Algumas fábricas de ração realizam o serviço personalizado para tentar minimizar o repasse ao produtor ou fazem o uso do grão de destilaria, também conhecido como DDG. Ele é um coproduto originado no processamento do milho e está cada vez mais popular em dietas de bovinos no Brasil.

RECOMENDAÇÕES – Conforme o zootecnista, para minimizar o custeio, o produtor é orientado a alimentar cada animal de maneira diferenciada. A vaca com melhor resultado na produção de leite pode receber uma quantidade maior de ração por dia. Já uma segunda – com uma produção de leite inferior – pode ganhar uma quantia menor de ração e complementar com farelo de soja (por exemplo) para atender à exigência nutricional do animal.

Fernandes salienta que o produtor deve seguir uma matriz nutricional. “Um valor relativo é estabelecido para cada alimento. Por exemplo: conversei com um produtor que incluiu o caroço de algodão na dieta. O ingrediente foi incluído com limite; neste caso, foram dois quilos ao dia. Assim, a produção não é comprometida”. Ele esclarece que o ingrediente quanto mais fibroso possui menos energia e proteína. Assim, se for adicionado em grande escala poderá gerar queda na produção.

CUSTO – Segundo o zootecnista, o produtor ‘briga’ com centavos no custo da produção. Ao analisar durante 12 meses, o impacto é grande. “Milho e soja estão presentes nas rações e quando esses grãos apresentam demanda maior, o seu preço também sobe. Assim, nós tentamos achar o alimento com menor custo, porém que não comprometa a produção de leite”.

A ração possui vários nichos comerciais. Algumas empresas prezam pelo preço e tentam alcançar a qualidade. Fernandes destaca que o produtor está atento a esse cenário e ele tenta pesar o resultado dessa ração e o seu investimento.

“Os orçamentos dos projetos de custeios possuem prazos menores e, por consequência, as cotações estão mais frequentes. Em um contrato de compra e venda de ração, o seu valor segue a tendência do valor do milho, soja e dólar, porque alguns aditivos e minerais são cotados nesta moeda”, enfatiza o profissional ao complementar que a quantidade envolve o poder de negociação, porque a ração acompanhar os valores dos ingredientes e é a maior problemática. “Infelizmente, o custo do produtor do leite não acompanha o custo recebido por litro de leite”.

E a tendência do valor do ração ainda preocupa. Fernandes pondera que o valor do grão não deve diminuir e o produtor precisa ter mais critérios para utilizar a ração na propriedade.

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER