Preço médio pago ao produtor registrou alta anual de 9%, segundo dados do Conseleite
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Preço médio pago ao produtor registrou alta anual de 9%, segundo dados do Conseleite

A captação de leite no Mato Grosso do Sul nos quatro primeiros meses deste ano acumula queda de 1,2% na comparação com igual período do ano passado. No total, foram captados 65,3 milhões de litros de leite cru de janeiro a abril de 2019.

Os dados se referem ao total captado pelas indústrias inscritas no SIF – Serviço de Inspeção Federal e foram divulgados nesta segunda-feira, 24 de junho, pela Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul).

Com isso, o preço médio do leite pago ao produtor registrou alta de 9% entre o primeiro quadrimestre 2018 e igual período de 2019, passando de R$ 0,95 para R$ 1,04 o litro, segundo o Conseleite. Desde maio, contudo, essa alta tem demonstrado sinais de arrefecimento.

“Os fundamentos estão nas condições de demanda e também na concorrência do produto importado com a produção brasileira. As importações de lácteos, nos cinco meses de 2019, somaram 67 mil toneladas, volume 52% superior ao igual período de 2018”, explica Eliamar Oliveira, analista técnica do Sistema Famasul

A companhia de lácteos Fonterra, da Nova Zelândia, obteve lucro de 583 milhões de dólares neozelandeses (US$ 341 milhões), depois de impostos, no ano fiscal 2022, encerrado em 31 de julho. O resultado representa queda de 3% ante o período anterior.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER