Um boletim da Embaixada do Uruguai na China divulgou informações através do Instituto Nacional do Leite (Inale) destaca que no país asiático as indústrias de laticínios estão incentivando o consumo de seus produtos pois
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Um boletim da Embaixada do Uruguai na China divulgou informações através do Instituto Nacional do Leite (Inale) destaca que no país asiático as indústrias de laticínios estão incentivando o consumo de seus produtos pois, os lácteos contribuem para o fortalecimento do sistema imunológico, ajudando, portanto, a combater e superar a pandemia do coronavírus Covid-19.

Nas últimas semanas foram registrados, em particular, um incremento do consumo de iogurte, cuja demanda deverá continuar em expansão mesmo após superada a situação sanitária atual, revela o boletim.

Diversas associações da indústria de laticínios chinesa publicaram em conjunto, um Guia de Consumo de Produtos Lácteos por parte da População Chinesa, com orientações sobre como aumentar o consumo de leite e derivados no país. Cabe mencionar a alta participação do Estado nas indústrias de laticínios chinesa.

Segundo a divulgação do Inale, o estímulo vai para grupos determinados como: grávidas, crianças, adultos e idosos: além disso, estipula que as mulheres grávidas ou lactantes devem consumir no mínimo meio litro de leite ou lácteos (em equivalente leite) por dia.

Também é proposta que a fórmula infantil seja consumida seja consumida diante de uma insuficiência de leite materno: e estimula os pais para que as crianças adquiram hábitos, por exemplo, de consumir diariamente pelo menos um copo de leite fluido, ou o correspondente de leite em pó. Também recomenda a ingestão de queijos e iogurtes.

No caso dos adultos mais velhos, a sugestão é consumir leite com baixo teor de gordura, ou desnatado.

Aumento de 13% no consumo

De acordo com informações obtidas pela consultoria IPSOS, as vendas lácteos aumentaram 13% durante este período de prevalência da epidemia: este aumento foi atribuído à percepção difundida entre a população chinesa de que o consumo de lácteos contribui para o fortalecimento do sistema imunológico.

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER