Os preços do milho voltaram a subir no mercado brasileiro, especialmente nas regiões dos portos, segundo pesquisas do Cepea.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Os preços do milho voltaram a subir no mercado brasileiro, especialmente nas regiões dos portos, segundo pesquisas do Cepea. Esse cenário foi verificado mesmo com dados da Conab indicando safra 2018/19 elevada no Brasil, devido ao clima favorável. Já nos Estados Unidos, o tempo adverso segue limitando o avanço no semeio do cereal. Assim, enquanto o cenário de oferta elevada no Brasil mantém compradores consultados pelo Cepea afastados, os impactos do clima desfavorável nos Estados Unidos deixam o vendedor nacional firme nos valores do milho, tendo em vista que este fato tende a favorecer as exportações do cereal brasileiro. Assim, entre 7 e 14 de junho, dentre as regiões acompanhadas pelo Cepea, as altas mais expressivas foram observadas em Paranaguá (PR) e em Santos (SP). Em Campinas (SP), região referência para o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, o Indicador fechou a R$ 38,30/saca de 60 kg, alta de 2,9% frente ao dia 7

A companhia de lácteos Fonterra, da Nova Zelândia, obteve lucro de 583 milhões de dólares neozelandeses (US$ 341 milhões), depois de impostos, no ano fiscal 2022, encerrado em 31 de julho. O resultado representa queda de 3% ante o período anterior.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER