O Paraná está entre os seis estados que, na contramão do cenário atual, tiveram alta na produção industrial de fevereiro para março deste ano.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

 

O Paraná está entre os seis estados que, na contramão do cenário atual, tiveram alta na produção industrial de fevereiro para março deste ano. A média nacional é de retração de 1,3%. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, divulgados nesta quarta-feira (8) com informações de 15 estados, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com os dados, o Paraná cresceu nesse período de um mês: 1,5%. O número fica um pouco maior quando a comparação é anual, feita com relação a março de 2018 – de lá pra cá, a evolução foi de 2,4%. Produtos alimentícios (açúcar cristal, carnes e miudezas de aves congeladas, rações e carnes de bovinos congeladas), coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (óleo diesel, gasolina automotiva e álcool etílico) e máquinas e equipamentos (máquinas para colheita) foram os destaques positivos do estado.”

A cadeia láctea tem sua dinâmica moldada por vários aspectos, os quais refletem diretamente no preço do leite pago aos produtores.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER