Os altos custos de produção, a seca e as importações de leite em pó estão levando produtores de leite a vender, cada vez mais, vacas para o abate.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

 

Soeli Zampieri, produtora de leite do RS – Foto: Arquivo pessoal

 

Os altos custos de produção, a seca e as importações de leite em pó estão levando produtores de leite a vender, cada vez mais, vacas para o abate. Este é o caso da pequena pecuarista leiteira Soeli Lopes Zampieri, do município de São Jorge, no Rio Grande do Sul. Nessa sexta-feira 13, após se ver obrigada a negociar duas vacas em pleno período de lactação para um frigorífico, Soeli fez um desabafo sobre a crise do setor, com um pedido de socorro ao presidente Jair Bolsonaro e à ministra da Agricultura, Tereza Cristina. Veja, abaixo, o vídeo divulgado por Soeli no Facebook e em grupos de WhatsApp.

Ao AGROemDIA, a produtora de São Jorge contou que essa foi a primeira vez que precisou vender vacas no auge do período de lactação. “Fiquei muito triste”, disse Soeli, que trabalha na propriedade com a marido e a filha de 15 anos. Segundo ela, além da seca e das importações de leite em pó, os custos de produção, acentuados pela desvalorização cambial, estão criando dificuldades enormes ao setor leiteiro. Para ela, é fundamental que o governo federal apoie os produtores rurais, a fim de que possam enfrentar as adversidades.

Em sua página no Facebook, Soeli escreveu: “Hoje [sexta-feira] foi um final de tarde bem triste, pois tivemos de escolher duas vacas (que estavam em lactação) para vender (hoje foram só duas, mas amanhã já não sei). Isso me dói, mas é a triste realidade do produtor de leite. Teremos baixa no preço do leite que vamos receber no próximo dia 15. Os insumos estão nas alturas, não temos como competir.”

E acrescentou: “Estou vendo vários produtores tendo que se desfazer de suas vacas e/ou encerrar a atividade. E novamente não tem como competir com o leite que vem de fora através do Mercosul. E como se não bastasse isso, ainda tem a seca que insiste em nos castigar. A previsão que temos para os próximos três meses também não é animadora. Então, eu realmente não tenho vergonha de dizer que estamos pedindo SOCORRO!! Tereza Cristina PRECISAMOS DE AJUDA!”.

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER