Custo de produção cresceu 1,59% em outubro – eDairyNews Últimas notícias
Brasil |7 diciembre, 2018

produí§ao | Custo de produção cresceu 1,59% em outubro

ICPLeite/Embrapa – Em outubro o Índice de Custo de Produção de Leite – ICPLeite / Embrapa apresentou variação de 1,59%. Os grupos que possuem maior peso na ponderação do índice

ICPLeite/Embrapa – Em outubro o Índice de Custo de Produção de Leite – ICPLeite / Embrapa apresentou variação de 1,59%. Os grupos que possuem maior peso na ponderação do índice – Concentrado, Produção e compra de volumosos e Mão-de-obra, foram os que apresentaram maior variação. A ração para vaca em lactação puxou o grupo Concentrado, que voltou a crescer, apresentando alta de 2,99%.

Já Produção e compra de volumosos registrou aumento nos preços de 1,61% e Mão-de-obra, 1,52%. O grupo Reprodução não variou. Os demais grupos tiveram variação inferior a uma unidade ou, ainda, variação negativa, a saber: Energia e combustível, 0,29%; Sanidade, 0,13%; Sal mineral 0,07% e Qualidade do leite -8,08%. O resumo dos dados encontra-se na Tabela 1.

Nos dez meses de 2018, o ICPLeite/Embrapa acumulou 14,58% de elevação de custos. À exceção do grupo Qualidade do leite que apresentou pequena variação negativa, -0,02%, as variações são positivas nos demais grupos. Concentrado e Energia e combustível lideram as altas registrando variações próximas: 22,57% e 22,25%, respectivamente, e Sal mineral apresentou alta de 14,59%. As altas verificadas nos outros grupos não chegaram a dois dígitos. Produção e compra de volumosos, registrou 9,89% de aumento, Sanidade 7,47%, Mão de obra, 5,95%, e Reprodução, 0,09%. Os dados encontram-se na Tabela 2.

Nos últimos 12 meses, o custo de produzir leite aumentou em 16,87%. Todos os grupos apresentaram variações positivas quando comparados a outubro de 2017. Merecem atenção as altas dos grupos Concentrado e Energia e combustível, ambas superiores à do índice, registrando, respectivamente, 26,24% e 22,57%. Sal mineral também apresentou alta considerável, 14,76%. %. Por ordem decrescente, as demais variações foram nos grupos Sanidade, 7,75%; Mão-de-obra, 5,95%, Qualidade do leite, 2,90% e, por fim, Reprodução: 0,09%. Os dados no acumulado de dozes meses para cada um dos grupos que compõem o índice encontram-se na Tabela 3.

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas