Os negócios da Danone na Ucrânia disseram que ela não está operando a partir de sua fábrica na cidade ocupada pela Rússia de Kherson Oblast.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
PIC: GETTYIMAGES GWENGOAT

A empresa fechou a fábrica de Kherson Oblast em fevereiro e apoiou a evacuação de “como muitos de nossos funcionários que puderam sair” em uma tentativa de proteger sua força de trabalho na região.

“A fábrica sofreu danos significativos como resultado das hostilidades russas na região. Perdemos o controle da fábrica e não acreditamos que a chamada administração de ocupação provisória seja capaz de retomar as operações lá”, disse a empresa em um comunicado.

As autoridades ocupantes alegadamente pediram à Danone para retomar as operações na cidade. Entretanto, a Danone não está reabrindo o local e, caso uma Administração de Ocupação Provisória apoiada pela Rússia consiga colocar a fábrica em funcionamento novamente, a Danone enfatizou que não poderia ser responsável pela segurança ou qualidade dos produtos.

“Se a fábrica estivesse parcialmente operacional por decreto da Administração Provisória de Ocupação, Danone não poderia ser responsável pela qualidade e processos que poderiam ser utilizados, dada a partida da maioria da força de trabalho e os danos à própria fábrica”. Nessa circunstância desafiadora, a Danone não apoiaria os exigentes padrões de segurança alimentar da empresa e, portanto, considera inconcebível operar”, explicou o gigante laticínio francês com sede na França.

De acordo com relatórios locais, a Danone transferiu parte de sua produção de Kherson para sua fábrica em Poltava Oblest. O jornal Ekonomichna Pravda disse que marcas como Activia, Danone e iogurtes Rastishka retomaram a produção aqui.

Ano de 2021 terminou com dificuldades para os laticínios, mas cenário piorou durante 2º semestre de 2022.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER