Para o comentarista o produtor de leite está abandonado e os representantes do setor precisam se posicionar frente as decisões governamentais
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Para o comentarista o produtor de leite está abandonado e os representantes do setor precisam se posicionar frente as decisões governamentais

A pecuária leiteira vem acumulando baixa rentabilidade e para o comentarista do Canal Rural Miguel Daoud, o produtor rural precisa de incentivo e subsídio do Governo. “A agropecuária depende da produtividade e o Governo precisa auxiliar para que o produtor consiga ganhos para investir em tecnologia e manejo, que dê a ele condições de sobrevivência. Para ter competitividade, é preciso ter oportunidade”, diz.

O comentarista ainda ressalta que os pequenos produtores que não possuem acesso a tecnologias, ou incentivos, são os que mais sofrem com a baixa rentabilidade. “O ponto de equilíbrio hoje da produção de leite está em torno de 1000 litros, quem produz abaixo disso sem tecnologia não vai sobreviver. A solução é incentivar a produção leiteira por meio de extensão rural, investimento técnico nos produtores, melhorando a possibilidade de rentabilidade”, explica.

Daoud ainda fala sobre o Brasil não estar presente no mercado de leite internacional. “Hoje o país teria capacidade de ser autossuficiente na produção de leite, contudo não existe exportação deste produto. Se comparar todos os setores da agropecuária no Brasil que estão gerando lucro é porque tem preço, quem dá esse preço é o mercado internacional”, pondera.

Além disso, para o comentarista, ainda existem riscos climáticos que interferem no manejo leiteiro, mas o produtor está desamparado. “A questão do homem do campo hoje deve ser tratada como um questão social, pois o produtor de leite hoje está abandonado. Os representantes do setor precisam ser mais firmes quando se posicionam na frente do Governo”, conclui.

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER