leite longa vida- Essa semana o IBGE divulgou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA de setembro. O Sistema Nacional de Índices de Preços ao Consumidor produz esse índice desde 1979 com pequenas alterações na abrangência geográfica.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
deflação

Neste último mês o IPCA registrou deflação de 0,29%, menor variação para um mês de setembro desde o início da série histórica. Ainda assim, a inflação acumula alta de 4,09% no ano e 7,17% nos últimos 12 meses, que mesmo alta é abaixo do que o IPCA acumulado nos 12 meses anteriores, de 8,73%.

O grupo de transportes registrou a menor queda (-0,41%), porém é possível verificar uma desaceleração de agosto (-3,37%) para setembro. A queda dos combustíveis (-8,50%), em particular a gasolina (-8,33%) é o motivo desta deflação no grupo de transportes.

O grupo de alimentação e bebidas registrou a sua primeira deflação em 10 meses, com queda de 0,51% que foi puxado também pelos preços do leite longa vida que caíram 13,71% contribuindo com -0,15 pontos percentuais no resultado do mês. O leite longa vida ainda está em destaque de inflação que já acumula 36,93% nos últimos 12 meses.

Com exceção do preço do requeijão – com dados da pesquisa em Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro – que registrou queda de 0,81%, os demais produtos lácteos registraram aumentos no preço, com destaque para o leite condensado com aumento de 5,54%.

Ano de 2021 terminou com dificuldades para os laticínios, mas cenário piorou durante 2º semestre de 2022.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER