A inflação de alimentos se aproxima de 20% em doze meses
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A produção de leite no Brasil perdeu força no quarto trimestre de 2020 e avançou apenas 0,6% em comparação com o último trimestre de 2019, segundo informações do novo relatório do Rabobank. “O aumento expressivo dos custos de produção, com o milho e a soja atingindo patamares recordes no Brasil nos últimos meses, está limitando o crescimento da oferta no campo. A perspectiva para o primeiro semestre de 2021 continua sendo de oferta em ritmo lento, dado que as margens dos produtores continuam a sofrer com preços ao produtor estáveis e custo da ração em alta”, comenta.

“Com relação à demanda por produtos lácteos no Brasil, o fim do auxílio emergencial em dezembro de 2020, trouxe um impacto negativo significativo sobre o consumo no primeiro trimestre de 2021. A inflação de alimentos se aproxima de 20% em doze meses, e somado ao aumento do desemprego para 14%, o consumidor sentiu um impacto significativo com o fim do pagamento do auxílio. As empresas lácteas reportam vendas abaixo do esperado para fevereiro e março, com o enfraquecimento do poder de compra do consumidor e, também sentem pressão sobre as margens com concorrência de preço acirrada”, completa.

O anúncio de uma extensão do auxílio emergencial a partir de abril de 2021, pode trazer alguma recuperação na demanda no segundo trimestre, mas dependerá também do ritmo da economia. “A piora significativa da pandemia no mês de março no Brasil gera incertezas sobre como será o desempenho da economia no primeiro semestre do ano como um todo, já que a vacinação avança a passos lentos e o nível elevado de infecções tem forçado novas medidas de restrições e fechamento de comércio em todos os estados”, conclui.

Para incentivar a silagem a secretaria Municipal de agricultura está oferecendo tratores à comunidade.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER