O Brasil tem potencial para vir a ser o maior exportador de lácteos do mundo, a exemplo do que já ocorre com a soja, o café e a carne bovina, disse o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Marco Montes, ao participar do Fórum Nacional do Leite, promovido pela Abraleite, em Brasília.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Ministro Marcos Montes, da Agricultura – Imagem: Reprodução YouTube

Ele destacou também o trabalho dos produtores de leite, chamando-os de heróis, que entregam à matéria-prima aos laticínios sem saber quando receberão o pagamento. Para ele, isso precisa ser revisto dentro da cadeia leiteira.

“Precisamos perseguir [a meta] e ser o maior exportador de lácteos”, enfatizou Montes, na abertura do fórum, nessa terça-feira (12). “Já somos maiores em vários produtos. Temos tudo para ser em lácteos também. Temos certeza de que vamos alcançar [esse objetivo] com trabalho sério.”

De acordo com ele, a produção leiteira do Brasil está aumentando, atingindo 35 bilhões de litros por ano. Hoje, assinalou, o país tem 1,170 milhão de produtores na atividade, em 99% dos municípios do país.

“Me chama a atenção que aproximadamente 93% dos produtores tiram menos de 200 litros por dia”, pontuou o ministro, para quem os produtores de leite são ‘heróis’. “Produtores que entregam leite aos laticínios sem saber o preço que realmente vão receber. É algo que precisamos reestudar”, disse.

Ainda conforme Montes, o governo também está trabalhando para garantir o uso do nome do leite somente em produtos lácteos.

Plano Safra e Pronaf

Ele também citou o que o Plano Safra 2022/23, lançado recentemente. “O Brasil apresentou ao mundo um Plano Safra para atender não só à produção do Brasil, mas para atender ao mundo, com preferência especial para os pequenos e médios produtores.”

O Plano Safra 2022/23, sublinhou o ministro, destinou R$ 53 bilhões para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), do total de R$ 341 bilhões ofertados. Grande parte da cadeia leiteira é formada por agricultores familiares.

Em seu pronunciamento no fórum, Montes contou que esteve reunido com a comissária para Saúde e Segurança dos Alimentos da União Europeia, Stella Kyriakides, para “reatar negociações” e retomar o diálogo entre o país e o bloco, incluindo o setor leiteiro, no âmbito do Acordo UE-Mercosul.

“Falei a ela sobre o nosso Serviço de Inspeção Federal (SIF), que é uma porta aberta no mundo todo pela seriedade do sistema. O leite é testemunha disso”, disse. No encontro, as partes debateram parcerias estratégicas, a sanidade alimentar e o fluxo de comércio agrícola, segundo o ministro. O Brasil e o bloco se comprometeram a colocar as equipes técnicas para conversar nos próximos meses.

O rigoroso controle de custos e as melhorias de produtividade permitem que a Danone compense até certo ponto o aumento dos custos.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER