O objetivo foi realizar a avaliação econômica de uma propriedade de produção de leite no município de Limoeiro do Norte-Ceará. Como método de análise estimam-se custos e receitas da produção e aplicam-se medidas de resultado econômico como forma de obter e interpretar os resultados.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
PRODUÇÃO
Foto: Divulgação

O objetivo foi realizar a avaliação econômica de uma propriedade de produção de leite no município de Limoeiro do Norte-Ceará. Como método de análise estimam-se custos e receitas da produção e aplicam-se medidas de resultado econômico como forma de obter e interpretar os resultados.O estudo de caso considerou os dados de receitas, custos, produção e inventário dos bens de capital, a partir de visitas trimestrais na referida propriedade durante o período de janeiro a dezembro de 2019.A partir das informações adquiridas, identificou-se o capital total investido na propriedade de R$ 382.968,01.A receita bruta do ano foi R$ 119.164,37. Os custos com a alimentação concentrada dos animais foram de R$ 51.217,25, representando 48,88% dos custos operacionais efetivos. As produtividades da terra e da mão de obra foram de 48.633 litros/ha/ano e 143,46 litros/homem/dia, respectivamente.O prejuízo da atividade apresentou o valor de R$-34.586,39e a taxa de remuneração de capital foi de -5,39%.O ponto de nivelamento total foi de 127.066,74 litros/ano. As rubricas que tiveram maior nível de importância nos custos operacionais efetivos foram a alimentação do rebanho e a mão de obra. O custo total médio foi superior ao preço médio pago ao produtor. De forma geral, recomenda-se melhor aplicação e maior controle dos custos de produção.

O mercado chinês é hoje o maior importador de alimentos e, um ano após enviar a primeira carga de leite em pó para a China, os asiáticos visitam a CCGL e reanimam as negociações!

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER