As condições meteorológicas têm contribuído para o desenvolvimento das pastagens cultivadas de inverno, refletindo no aumento de produção.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

As condições meteorológicas têm contribuído para o desenvolvimento das pastagens cultivadas de inverno, refletindo no aumento de produção. O aumento na oferta de forragens permite reduzir custos de produção, pois diminui a necessidade de suplementação de concentrados.

A redução das chuvas favoreceu o manejo e a manutenção da higiene pela redução dos pontos com acúmulo de barro, resultando em menor incidência de mastites e de contagem bacteriana no leite.

A entrada de novas matrizes lactantes é cada vez maior, permitindo a secagem das que estão em lactação prolongada, o que vem reduzindo a contagem de células somáticas, conforme verificado pelas empresas coletoras do leite. As altas no preço do leite entregue pelos produtores demonstram um momento mais favorável à atividade leiteira. 

Na regional de Caxias de Sul, alguns produtores estão adotando a produção de silagem de cereais de inverno, especialmente trigo. As lavouras para confecção de silagem de inverno estão com bom desenvolvimento.

As condições climáticas favoráveis na de Soledade incrementaram o crescimento e desenvolvimento das áreas de cereais de inverno para utilização em alimentos conservados – silagem, pré-secado e feno. Nessas áreas, os produtores fazem o manejo fitossanitário a fim de manter o potencial produtivo e a qualidade das forragens que se constituirão em alimentos conservados.

produção de silagem de milho sofreu redução por conta de déficit hídrico em alguns períodos da primavera e outono; no entanto, a maioria da silagem estocada apresenta boa relação entre grão e planta inteira.

volta das chuvas regulares na regional de Frederico Westphalen proporcionou um bom estabelecimento e o desenvolvimento das culturas de inverno, apesar da dificuldade inicial na germinação; tal fator impactou positivamente na produção de leite, já que 98% das propriedades produzem leite à base de pasto com suplementação.

Na regional administrativa da Emater/RS-Ascar de Ijuí, a produção de leite segue aumentando, seguindo curva normal da sazonalidade com pequeno incremente em relação à produção do ano anterior. Nas regionais de Pelotas e Santa Rosa, é reforçada a necessidade da vacinação contra raiva herbívora, não só para evitar perdas nos rebanhos, mas também por se tratar de uma zoonose, devido aos riscos de a doença ser transmitida pelos animais aos humanos.
Comercialização

De acordo com o levantamento semanal de preços realizado pela Emater/RS-Ascar, o preço médio do litro do leite no Estado ficou em R$ 1,97, o que representou um aumento de 4,23% em relação à última cotação.

variação nos preços recebidos pelos produtores deve-se a diferentes variáveis, entre elas o volume comercializado, as bonificações por quantidade e qualidade do leite, de acordo com os parâmetros normatizados para o produto.

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER