A Embaré, indústria mineira de laticínios e caramelos, expande sua atuação no Estado com a inauguração de uma nova fábrica especializada em produção de queijos, em Santo Antônio do Monte
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Thaíne Belissa

A Embaré, indústria mineira de laticínios e caramelos, expande sua atuação no Estado com a inauguração de uma nova fábrica especializada em produção de queijos, em Santo Antônio do Monte, no Centro-Oeste. O investimento foi de R$ 15 milhões na estruturação do imóvel e na compra de equipamentos.

O diretor-presidente, Romero Marinho, não abre expectativa de incremento de receita a partir da nova operação, mas destaca que a meta da empresa é crescer 10% em faturamento em 2019 sobre 2018.

O diretor explica que a nova linha de queijos é uma expansão natural da indústria, que já trabalha com leite em pó e o leite UHT (Ultra High Temperature), que é o mais comum na mesa dos brasileiros. “Nossa produção é concentrada no leite, que é uma commodity e, por isso, é base para vários outros produtos. Há pouco tempo lançamos o requeijão, que foi um primeiro passo, e agora partimos para o queijo, que é uma linha de maior valor agregado, complementando nossa linha de laticínios”, afirma.

A linha, lançada no início de maio na Apas Show 2019, é composta por diversos tipos: queijo minas meia cura; queijo minas padrão; queijo muçarela em barra; queijo parmesão inteiro, fracionado e ralado, além de queijos processados nos sabores bacon, cheddar e cebola caramelizada.

A nova fábrica adquirida e reformada em Santo Antônio do Monte será dedicada à produção de queijo. O diretor afirma que ainda não é possível dizer o volume da produção e nem quanto essa nova linha vai gerar de incremento no faturamento da indústria.

“É um projeto-piloto: vamos fazer testes e o volume vai depender de como mercado vai responder”, diz.

Outra aposta da Embaré para este ano é uma adaptação no mercado dos caramelos. Até então, a empresa produzia apenas grandes embalagens com maior quantidade de balas, principalmente para distribuidores de doces e supermercados. A partir de agora, a indústria passa a produzir embalagens menores, como drops e saquinhos pequenos.

“O mercado de doce se adapta ao canal de venda e percebemos que havia demanda no pequeno varejo, como padarias e mercearias. Nossa expectativa é de que essa adaptação gere um aumento de 10% no volume de venda dos caramelos”, diz. Durante a Apas Show 2019, a Embaré também lançou novos sabores da bala, como maçã verde, abacaxi e brigadeiro.

Segundo Marinho, a Embaré faturou, em 2018, R$ 1,3 bilhão. A expectativa é de que, este ano, haja um crescimento de 10% nesse volume. O otimismo está ligado, principalmente, a uma recuperação da economia, que é esperada para este ano. O diretor afirma que novas expansões de unidade não estão previstas para este ano, mas a empresa deve lançar novas linhas de produtos em ambas as fábricas

Dados sobre os principais indicadores para a cadeia produtiva do leite como preços do leite no mercado brasileiro e internacional, relação de troca ao produtor, balança comercial brasileira de leite e derivados.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER