Fábrica de laticínio usava gordura vegetal em vez de creme de leite. Além de adulterarem manteiga, sócios ameaçaram o fiscal do MAPA.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
sao
Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão em Pouso Alto e Itamonte, no Sul de Minas, além de Itapecerica da Serra, em São Paulo (foto: Reprodução/PF)
Estado de Minas

A Polícia Federal (PF) cumpriu mandados de prisão temporária contra dois empresários, suspeitos de fabricarem e comercializarem manteiga adulterada com o uso de gordura vegetal em vez de creme de leite.

A ação também cumpre sete mandados de busca e apreensão em Pouso Alto e Itamonte, no Sul de Minas, além de Itapecerica da Serra, em São Paulo.

A operação ‘Alcanos’ foi feita em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), na manhã desta quinta-feira (20/10).

De acordo com as investigações, foi constatada “adulteração com o uso de gordura vegetal; ácido sórbico/sorbato e a presença de coliformes totais e fecais”, conforme informado pela PF.

Ficou constatado que dois dos sócios do laticínio investigado ameaçaram um fiscal do MAPA. Por isso, a Justiça Federal expediu os mandados de prisão temporária.
Ainda segundo a Polícia, o laticínio alvo da operação, somente no primeiro semestre de 2022, gastou R$ 2.394.800,00 em produtos destinados à adulteração de manteiga. Segundo a PF, isso dá 9.625 caixas de gordura vegetal.
Com base nas vendas dos anos de 2021 e 2022 até 1º de julho, os ganhos com o esquema dos criminosos foram estimados em mais de  R$ 12 milhões.
Além das medidas de busca e apreensão, a Justiça Federal determinou também o sequestro de bens, no valor de R$ 12.390.338,48.
Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara da Subseção Judiciária Federal de Pouso Alegre.  O nome da empresa e a marca da manteiga não foram revelados pela PF.

O crime

Os envolvidos responderão pelos crimes de corrupção, adulteração ou alteração de substância ou produtos alimentícios; invólucro ou recipiente com falsa indicação, e falsificação de selo ou sinal público, além de ameaça no curso do processo.

É praticamente impossível tirar certos aperitivos do gosto do brasileiro. Sabendo disso, uma pesquisa decidiu apurar um dos nossos xodós do cardápio nacional e elegeu o melhor requeijão que hoje é vendido no Brasil.

Você pode estar interessado em

Una respuesta

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER