Assinado por 30 especialistas, o livro foi publicado pela Embrapa; segundo um dos editores, a publicação atende a demanda de produtores de orgânicos e agroecológicos
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Controle de plantas daninhas: métodos físico, mecânico, cultural, biológico e alelopatia é o título do livro lançado pela Embrapa. Segundo um dos editores técnicos, o pesquisador Maurílio Fernandes de Oliveira, da área de Produção Vegetal da unidade Milho e Sorgo, o livro é a primeira obra nacional a abordar o controle de ervas-daninhas por métodos não químicos, “atendendo produtores das áreas de orgânicos, agroecológicos e a própria academia em si”.

São dez capítulos focados em métodos como roçada, eletrocussão, uso de plantas de cobertura, herbicidas naturais, controle biológico, solarização do solo, flamejamento, entre outros. No total, 30 especialistas assinam a obra, que traz a descrição de técnicas testadas e disponíveis para uso e por técnicas em desenvolvimento, fundamentadas em princípios biológicos, mecânicos, de cobertura morta e de alelopatia.

No prefácio, o chefe-geral da Embrapa Milho e Sorgo, Antônio Álvaro Corsetti Purcino, diz que o primeiro objetivo da obra “foi produzir literatura nacional abordando os métodos de controle de plantas daninhas para uso em agricultura orgânica e agroecologia”.

Os preços da indústria caíram 0,85% em outubro frente a setembro, a terceira variação negativa do Índice de Preços ao Produtor (IPP).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER