A expansão está atrelada à comercialização de leite em pó, além de outros lácteos como queijos, leite condensado, requeijão e cremes
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A expansão está atrelada à comercialização de leite em pó, além de outros lácteos como queijos, leite condensado, requeijão e cremes

Os embarques brasileiros de lácteos fecharam 2021 em US$ 97,85 milhões, alta de 72% frente a 2019 (US$ 56,98 milhões), de acordo com o Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado do Rio Grande do Sul (Sindilat).

De acordo com a entidade, a expansão registrada durante a pandemia está atrelada à comercialização de leite em pó, mas também a itens diversos e de maior valor agregado como queijos, leite condensado, requeijão e cremes.

Apesar de ser um tradicional importador de lácteos, o Brasil vem galgando exportações e diversificando o mix de produtos comercializados a clientes de fora do país.

A expansão das vendas foi apresentada pelo diretor-executivo da Viva Lácteos, Gustavo Beduschi, na última semana.

“Enxugar gelo”. Você já sentiu essa interminável sensação?

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER