Lema da família Melo que, com investimentos em confinamento, genética e nutrição, passou a produzir sete mil litros diários de leite.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Lema da família Melo que, com investimentos em confinamento, genética e nutrição, passou a produzir sete mil litros diários de leite. Veja!

Localizada no sudoeste mineiro, na região conhecida como Serra da Canastra e que é famosa pela produção de queijo artesanal, a Fazenda Primavera iniciou suas atividades seguindo a vocação do local. Em 1986, os irmãos Domingos e Pedro Melo começaram o seu negócio ao adquirir terras no município de São Roque de Minas.

“Quando eu e meu irmão compramos esta fazenda, tínhamos muita disposição e apenas 100 cabeças de gado, entre bois, vacas e bezerros, e precisávamos quitá-la em dois anos. Em 1988, ao terminarmos de pagar a propriedade, sobravam apenas seis bezerros. Pegamos, então, 30 vacas emprestadas de um tio, o que ajudou a mantermos uma pequena produção”, explica o sr. Domingos Melo que, em 1998, adquiriu a parte do irmão – que se afastou do negócio por problemas de saúde na família – e se tornou o único proprietário.

“De lá para cá, enfrentamos muitos desafios mas, com a ajuda de Deus e sempre determinados, fomos superando-os e aumentando aos poucos a nossa produção”, lembra o sr. Domingos.

Sempre atento às necessidades do mercado, ele decidiu investir em infraestrutura, nutrição e genética, com o objetivo de incrementar a produção.

“Em 2004, instalamos o primeiro tanque resfriador e usávamos toda a produção, cerca de 400 litros, para fazer queijo. Em 2006, implantei minha primeira ordenha, com 800 litros/dia na mão. Com esses investimentos, ganhamos mais qualidade no leite produzido e mais tempo para outras atividades, o que impulsionou a nossa produção. Em 2007, já produzíamos 1.500 litros de leite ao dia”, conta.

Sua esposa, dona Maria Odete Melo, era a responsável pela produção de queijos, que se estendeu até meados de 2007 e teve como auge a transformação de cerca de 750 litros de leite em 70 kg de queijo por dia. Atualmente, a fazenda produz queijo em pequena quantidade e se dedica à venda de leite fluido para um tradicional laticínio da região. Na foto, da esquerda para a direita: Silas Melo, Domingos Melo, Maria Odete Melo e Fernando Melo.

COM O NOVO SISTEMA, CONSEGUIMOS MANTER A NOSSA PRODUÇÃO MAIS ESTÁVEL E A QUALIDADE DO LEITE ESTÁ MUITO MELHOR

Confinamento e Nutrição

De olho na evolução do mercado e no futuro do setor, o proprietário da Fazenda Primavera, ao lado dos filhos Fernando e Silas Melo, optou pela intensificação da pecuária leiteira. “Ao longo dos anos, o melhoramento genético dos animais passou a exigir mais conforto, melhor qualidade de alimentação”, conta o sr. Domingos, que implantou na fazenda o compost barn, sistema de confinamento criado nos Estados Unidos para bovinos leiteiros, com o objetivo de garantir o máximo conforto e o bem-estar dos animais e, consequentemente, elevar os níveis de produtividade.

“O compost barn nos trouxe muitos benefícios, como o aumento da produção e a diminuição de problemas, como mastite, parasitoses e doenças dos cascos, que incidiam principalmente no verão. Agora, com o novo sistema, conseguimos manter a nossa produção mais estável e a qualidade do leite está muito melhor!”, anuncia Fernando Melo.

As primeiras vacas foram fechadas na propriedade no início de 2018. “Na época, tínhamos uma produção de 3.500 litros/dia com aproximadamente 200 vacas. Hoje, com o sistema de confinamento consolidado, temos cerca de 230 vacas em lactação, que produzem uma média anual de 30,5 litros/dia cada”, comemora Silas Melo.

O rebanho leiteiro da fazenda é composto por 450 animais predominantemente da raça Holandês PO, com alguns exemplares de Girolando. O sistema de confinamento proporcionou à Fazenda Primavera ganhar espaço livre e diversificar a sua atuação.

“HOJE, AO LADO DO GADO DE LEITE, TEMOS TAMBÉM O GADO DE CORTE, COM CERCA DE 200 CABEÇAS”, EXPLICA FERNANDO.

Além do confinamento, a propriedade investiu nos cuidados com a nutrição dos animais, contando com as tecnologias e o suporte técnico da Tortuga, marca da DSM. “Atualmente, a tecnologia é indispensável. Sempre que bem planejada e executada, só agrega vantagens, facilita a vida e gera melhores resultados. Somos clientes DSM há mais de 20 anos e a empresa nos oferece, além de excelentes produtos com resultados comprovados, um acompanhamento técnico muito bem elaborado, buscando sempre aumentar a produtividade e diminuir os custos”, elogia o sr. Domingos.

A busca pelo desenvolvimento e a superação dos desafios impostos pela atividade leiteira fazem da família Melo um case de sucesso e referência na região da Canastra. Desde o início dos trabalhos, o foco era produzir leite de boa qualidade e aumentar a eficiência do sistema de produção de leite.

A constante troca de informações e o estudo de viabilidade de tecnologias aplicadas à nutrição possibilitaram implementar na propriedade novos planos nutricionais e ferramentas para controle de indicadores, visando a uma evolução saudável do ponto de vista técnico e econômico”, conta Felipe Leite de Andrade, Supervisor Técnico Comercial da DSM em Minas Gerais. Felipe acrescenta que o incremento na produção de leite obtido em pouco mais de um ano impressiona.

“Com a melhoria do ambiente, os ajustes de manejo e os investimentos em nutrição, observamos, no período de março de 2018 a março de 2019, uma evolução de 8 litros de leite/vaca/dia! E, neste ano, atingimos a média de 35 litros de leite/vaca/dia!, ressalta. Na Fazenda Primavera, as vacas em lactação são suplementadas com o Bovigold CRINA®, que favorece a melhoria da saúde, a longevidade dos animais, a qualidade e a produção de leite.

E a parceria com a empresa se solidifica a cada ano: em 2018, a fazenda recebeu a Menção Honrosa do programa Qualidade do Leite Começa Aqui, iniciativa da DSM que tem como objetivo homenagear os produtores que atingem altos níveis de qualidade com o uso das tecnologias de ponta da empresa.

Aliados à produtividade, à nutrição e ao bem-estar animal, os trabalhos da Fazenda Primavera também têm como base a sustentabilidade. “Todos os dejetos do gado de leite da propriedade são jogados nas áreas de plantio, preservando o meio ambiente e agregando maior produtividade a essas áreas”, explica Fernando Melo.

Dividindo a Gestão

Fernando e seu irmão, Silas, cresceram na fazenda e, ao lado dos pais, sempre estiveram envolvidos com todas as atividades do negócio. Assim, naturalmente, teve início a transição na gestão. “O processo de sucessão surgiu na nossa família de forma automática. Desde crianças, os dois sempre estiveram juntos na fazenda, ajudando a cuidar e aprendendo”, conta, orgulhoso, o sr. Domingos.

“Aliás, a sucessão traz muitas vantagens, muitos pontos positivos. Cada um fica responsável pelo seu setor, dividindo o serviço e executando melhor as atividades”, acrescenta. Iniciado há oito anos, o processo de sucessão possibilitou que novos conceitos fossem introduzidos na fazenda e reuniu ainda mais a família em torno do propósito de crescer com sustentabilidade.

 

Fernando Melo é o responsável pelo controle financeiro e pela agricultura (produção, silagem de milho e milho grão), enquanto Silas cuida da gestão da produção animal (manejo, nutrição, ambiente e controle zootécnico).

“Para mim, a sucessão é fundamental para o crescimento e a continuidade da fazenda. Juntos, somos muito mais fortes. São mais olhos para ver, mais opiniões a serem discutidas”, avalia Fernando Melo. Segundo ele, a família está bastante otimista com o futuro da pecuária leiteira. “Pretendemos ampliar o confinamento, a planta, ter mais área para silagem e aumentar ainda mais a produção, dentre outros projetos”, revela Silas Melo.

“Não esperávamos chegar aonde estamos hoje, com a produção de sete mil litros diários. Mas percebo que sempre dá para fazer mais e melhor”, finaliza o patriarca Domingos Melo.

A preocupação com a falta de leite em pó nos Estados Unidos está crescendo e começa a ter sérias conseqüências, incluindo a hospitalização de quatro

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER