Em outubro, os preços do leite ao produtor registraram nova alta. Entretanto, milho e soja tiveram aumentos bem mais expressivos e pioraram a relação de troca ao produtor de leite.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Preço/Leite – Em outubro, os preços do leite ao produtor registraram nova alta. Entretanto, milho e soja tiveram aumentos bem mais expressivos e pioraram a relação de troca ao produtor de leite.

O preço do leite ao produtor registrou nova alta em outubro, mas de magnitude bem inferior aos meses anteriores, levando a cotação a R$2,16 por litro na média Brasil.

Nos estados, o movimento de preços foi de certa estabilidade em MG e GO, elevação de 3% em SC e de 4% no PR, RS e SP.

Na comparação com outubro de 2019, o valor nominal recebido pelo leite foi 58,3% maior.

Com o aumento expressivo nos preços de milho e soja, a relação de troca piorou para o pecuarista, sendo necessários 46 litros de leite para aquisição de 60 kg de mistura concentrada.

No varejo, os preços dos lácteos continuaram em elevação, com alta de 0,77% em outubro. O leite UHT foi o único a registrar deflação no mês, mas acumula a maior alta em 12 meses.

Aumento acumulado nos últimos 12 meses atingiu 39,72%, aponta a Embrapa

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER