O estado produz 3 bilhões de leite por ano e tem mais de 70 mil famílias envolvidas na atividade
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O estado produz 3 bilhões de leite por ano e tem mais de 70 mil famílias envolvidas na atividade

Vaca, boi, leite, carne bovina

Foto: Cristiano Estrela / Secom-SC

A Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural irá investir R$ 2 milhões na aquisição de produtos da agricultura, sendo metade desse valor destinado à compra de leite e derivados. A medida faz parte de um pacote de ações para minimizar os prejuízos com a estiagem e os impactos do coronavírus no meio rural de Santa Catarina. Ao todo, os investimentos na aquisição de produtos da agricultura familiar passaram de R$ 11,4 milhões só no mês de maio no estado. Os programas foram tema de reunião da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 9.

Santa Catarina produz mais de 3 bilhões de litros de leite por ano e é o quarto maior produtor brasileiro. Com mais de 70 mil famílias envolvidas na atividade, uma das principais preocupações do setor é o aumento nos preços dos insumos e a baixa remuneração dos produtores. As estimativas da Epagri/Cepa são de que a estiagem provocou uma redução de 4% na produção esperada de leite para o mês de março e de 8% na produção esperada para o mês de abril. São 26,3 milhões de litros de leite que deixaram de ser produzidos em dois meses, que significaria um prejuízo de aproximadamente R$ 33,5 milhões aos produtores.

“O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, em parceria com a Secretaria da Assistência Social e a Epagri, vem atuando em diversas frentes que vão desde financiamentos de custeio e de crédito para produtores rurais e pequenos empreendimentos até este Programa de Aquisição de Alimentos. Essas ações irão movimentar a cadeia produtiva nesse período, fomentar a aquisição de produtos da agricultura familiar e apoiar quem está em necessidade e vulnerabilidade alimentar. É importante destacar que os produtos adquiridos serão inspecionados com qualidade e garantia e assim conseguimos movimentar o agronegócio nos municípios do nosso estado”, ressalta o secretário adjunto da Agricultura, Ricardo Miotto.

O setor produtivo do leite tem grandes desafios, entre eles melhorar a infraestrutura e investir na exportação. Lideranças e produtores rurais, que participaram da reunião da Comissão da Agricultura, concordam que o leite produzido em Santa Catarina deve conquistar o mercado internacional. “Santa Catarina responde por 11% da produção brasileira de leite, temos mais de 8 mil empregos diretos nas indústrias do leite. Temos certeza de que o estado será um grande player na exportação brasileira de lácteos”, destaca o presidente do Sindileite, Valter Antônio Brandalise.

No total, 57 prêmios vieram para o Brasil; produção do queijo mineiro já é reconhecido como patrimônio cultural imaterial.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER