João Doria, Governador do Estado de São Paulo, assinou ontem (17/03), o Decreto que revoga o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o leite pasteurizado em todo o Estado, beneficiando os produtores de leite e consumidores.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A decisão de zerar o ICMS do leite pasteurizado faz parte de um conjunto de medidas de auxílio fiscal anunciadas pelo governo, com o intuito de minimizar os efeitos da crise econômica devido à pandemia da Covid-19, principalmente em micro e pequenos comércios do Estado de São Paulo.

As ações tomadas pelo governo serão publicadas hoje (18/03) no Diário Oficial e passarão a valer oficialmente partir de 1.º de abril e terão caráter permanente. Para o setor lácteo, a revogação do ICMS marca a conquista de uma luta da Associação Brasileira dos Produtores de Leite (Abraleite).

A Abraleite defendia que a produção de leite e comercialização local não competiria com as importações de leite provenientes de outros Estados do Brasil. Dessa forma, segundo a Associação, o imposto sobre o leite pasteurizado em São Paulo resultava na redução competitiva dos produtores do Estado.

Ano de 2021 terminou com dificuldades para os laticínios, mas cenário piorou durante 2º semestre de 2022.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER