Na terça-feira (09), o coordenador da Frente Parlamentar do Leite e líder do Bloco Agropecuário da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), deputado Reichembach, se pronunciou durante a sessão plenária da Alep.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Na terça-feira (09), o coordenador da Frente Parlamentar do Leite e líder do Bloco Agropecuário da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), deputado Reichembach, se pronunciou durante a sessão plenária da Alep. Em pauta, o momento delicado em que vive o setor de leite no estado, causado principalmente pela importação predatória de produtos do Mercosul.

Para Reichembach, a situação é preocupante. “Toda a cadeia produtiva vem sendo afetada, especialmente os produtores, que estão lá na ponta, no dia a dia, por isso precisamos trabalhar juntos para apoiar este segmento tão importante para o estado”, afirma. O Paraná é o segundo maior produtor de leite do Brasil, ficando atrás apenas de Minas Gerais.

Para saber mais sobre o tema, Reichembach tem visitado laticínios na região Sudoeste, como o laticínio Alto Alegre no município do Verê. Além disso, o deputado tem mantido contato direto com produtores de leite, entidades que representam o setor e com a Secretaria Estadual de Agricultura. “Manter um diálogo aberto com todos os envolvidos na cadeia produtiva do leite nos dá um panorama real da situação, e nos ajuda a saber de que forma podemos contribuir para tentar resolver esta crise”, ressalta Reichembach.

Em fevereiro, a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Leite divulgou em nota, após reunião com a Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, a necessidade de se adotar uma medida emergencial para frear a importação de lácteos do Mercosul. Outros fatores que agravam a crise no setor é o aumento do preço dos insumos para a produção leiteira, como o milho e o farelo de soja para alimentar o rebanho, o descompasso entre oferta e demanda, e a diminuição do poder de compra dos consumidores pelo fim do auxílio emergencial

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER