Produtores mais dispostos a trocar as tradicionais e experimentar novas tecnologias
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
clima
Seca que atingiu a região Sul causou perdas consideráveis nas plantações de soja e de milho de muitos produtores / SILVIO AVILA/AFP/JC
Produtores mais dispostos a trocar as tradicionais e experimentar novas tecnologias
 

A inflação no preço dos fertilizantes, produtos de proteção de cultivos e mão de obra estão aumentando o número de agricultores dos Estados Unidos que recorrem a ferramentas e produtos agtech, de acordo com uma nova pesquisa da McKinsey & Company. A pesquisa, divulgada pelo portal especializado AgFunder, entrevistou 1.300 agricultores americanos, 80% dos quais citam o custo dos insumos como o maior risco para a lucratividade.

Segundo a sondagem, cerca de 50% dos pequenos agricultores planejam usar novos produtos para aumentar a produtividade. Por outro lado, 30% dos grandes agricultores (aqueles com mais de 5.000 acres) planejam usar produtos “verdes”, tais como biofertilizantes, citando custos mais baixos por acre.

Segundo a McKinsey, os agricultores estão buscando produtos e tecnologias alternativas que “extraiam o máximo de valor de cada acre”. Algumas das soluções mais procuradas são as ferramentas de agricultura de precisão, como drones.

Outra alternativa muito procurada é a biotecnologia agrícola, uma categoria que inclui insumos biológicos. De acordo com dados da AgFunder, esse foi um dos setores de investimento em tecnologia agrícola que mais cresceu em 2021.

No entanto, observa a McKinsey, apesar da crescente aceitação da agtech, as barreiras à adoção generalizada persistem: “Retornos incertos sobre o investimento e experiências ruins para os produtores continuam a impedir os agricultores de adotar a agtech em escala”.

“Com os produtores cada vez mais dispostos a deixar os fornecedores de equipamentos tradicionais e experimentar novas tecnologias, os fornecedores precisarão aproveitar dados e análises para criar estratégias de vendas mais dinâmicas, novas propostas de valor e oferecer produtos e serviços mais personalizados aos agricultores. Os fornecedores precisam se reposicionar como parceiros estratégicos dos agricultores, que podem apoiá-los em seu crescimento”, afirmou David Fiocco, sócio da McKinsey.

Em um momento em que as exportações de lácteos dos EUA estão aumentando, acaba de ser anunciado que a Cúpula Mundial dos Laticínios (World Dairy Summit) será realizada em Chicago, de 16 a 19 de outubro de 2023.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER