O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) informou que, devido ao menor índice de captação no Estado, houve avanço nos preços do leite de 4,48% em março e, com isso, o preço médio fechou a R$ 1,83/litro.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) informou que, devido ao menor índice de captação no Estado, houve avanço nos preços do leite de 4,48% em março e, com isso, o preço médio fechou a R$ 1,83/litro.

Diante, principalmente, da alta nos custos de produção, o Índice de Captação de Leite (ICAP-L) apresentou queda de 18,53% no comparativo mensal, com isso, o índice registrou valor de 53,09 em Mato Grosso.

“Por causa da menor oferta no campo, o preço do queijo muçarela registrou aumento de 6,25% ante o mês anterior e fechou a
média de fevereiro em R$ 24,49/kg”, conclui o instituto, no boletim mensal do leite.

A Nestlé mantém sua posição como a marca alimentar mais valiosa do mundo, avaliada em US$ 20,8 bilhões, de acordo com a consultoria líder mundial em avaliação de marcas Brand Finance, que observa que este valor é quase o dobro do da segunda marca mais valiosa do ranking, a Yili (US$ 10,6 bilhões).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER