Internet ajuda no controle da qualidade do leite produzido no RS – eDairyNews Últimas notícias
Sin categoría |8 julio, 2013

Negócio | Internet ajuda no controle da qualidade do leite produzido no RS

Pelo menos 70 mil empresários do ramo do RS e SC serão beneficiados.Resultados da amostra do produto poderão ser acessados…

Pelo menos 70 mil empresários do ramo do RS e SC serão beneficiados.Resultados da amostra do produto poderão ser acessados em site. Cerca de 70 mil produtores do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina serão beneficiados com um sistema inédito de controle da qualidade do leite. Pela internet, o produtor poderá acompanhar se o produto chegou sem adulteração na indústria, reforçando a fiscalização contra novas fraudes.

O controle do produtor geralmente encerra quando o caminhão sai da propriedade em direção í  indústria. O sistema deve prolongar essa vigilí¢ncia. Em qualquer lugar com acesso a internet, os empresários poderão acompanhar como o leite chegou ao destino final através de uma senha pré-cadastrada.

Na Região Norte do RS, em Passo Fundo, uma propriedade produz por dia tríªs mil litros de leite. O transporte até a indústria é feito por uma empresa terceirizada. Os resultados das amostras do leite, que antes eram informados pelo laboratório direto í  indústria, agora serão disponibilizados em um portal na internet.

“Isso vai reduzir qualquer dúvida que pudesse existir. Além de que o produtor vai mensurar a qualidade do seu leite e do seu rebanho com o resto do estado”, comemora o produtor João Amantino.

O sistema foi desenvolvido pelo Serviço de Análises de Rebanhos Leiteiros, o maior laboratório do estado. “Havia um descontentamento por parte dos produtores, í s vezes até um desconforto entre a indústria e o produto. O produtor muitas vezes duvidando dos resultados que a indústria estava repassando”, explica o coordenador do Sarle.

Entenda
A medida foi tomada após os resultados da operação desencadeada pelo Ministério Público para apurar a fraude do leite. Produtos como água e ureia eram adicionados ao lí­quido. Nas duas fases da operação do MP, 14 pessoas foram presas nas cidades de Ibirubá, Guaporé, Horizontina, Rondinha, Boa Vista do Buricá e Tríªs de Maio. Alguns investigados aceitaram a oferta de deleção premiada e foram liberados, mas pelo menos nove permanecem detidos. No total, 20 pessoas já foram denunciadas por suspeita de participação no esquema.

A investida do MP e do Ministério da Agricultura contra a fraude no leite cru realizada por um grupo de transportadores foi desencadeada no último dia 8, após meses de investigação. A adulteração ocorria no meio do caminho entre a propriedade rural e a indústria. A ação teve como consequíªncias a retirada de lotes do mercado e a interdição de tríªs postos de resfriamento e de uma fábrica em Estrela.

Na manhã do dia 22 maio, uma nova fase da operação foi iniciada, com alvo em duas transportadoras localizadas em Rondinha, no Norte, e Boa Vista do Buricá, no Noroeste. De acordo com a investigação, o esquema era semelhante ao verificado nas cidades anteriores, mas não conexões entre os grupos. O MP diz que o volume de leite adulterado que foi apreendido e não chegou ao mercado.

http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/campo-e-lavoura/noticia/2013/07/internet-ajuda-no-controle-da-qualidade-do-leite-produzido-no-rs.html

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas