Um dos períodos mais difíceis para os produtores, principalmente para aqueles que produzem leite, é de junho a setembro, considerado tempo de seca.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Um dos períodos mais difíceis para os produtores, principalmente para aqueles que produzem leite, é de junho a setembro, considerado tempo de seca. Mas, para o produtor Nivaldo Guilherme dos Santos, proprietário do sítio Primavera em Pontes e Lacerda, este ano, com cerca de 3 hectares irrigado, tudo ficou bem mais fácil. Desde 2015, ele faz parte do Senar Tec Leite, programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar/MT). Conta que este foi o 1º ano que irrigou parte do pasto, mas que teve alguns problemas com o sistema de irrigação.

 

“Compramos ração e, apesar do problema foi mais fácil manter os animais bem alimentados. A irrigação já voltou a funcionar e, dentro de 15 dias, podemos colocar o gado nesta área irrigada”. Com o projeto Senar Tec Leite – Mapa Leite chegando ao fim, a família comemora aumento de 33% na produção mensal de leite e 70,7% na produção diária das vacas em lactação. Nestes 4 anos, muita coisa mudou.

 

“Quando entramos no programa, a produção era uma mixaria. Agora temos a metade do rebanho que tínhamos e o dobro da produção”. Nivaldo enumera, com orgulho todas as melhorias que fez em sua propriedade depois que passou a fazer parte do programa. “Construímos um alojamento, com banheiro, reformamos a sala de ordenha e a casa onde moramos. Tudo ficou muito mais confortável”.

 

Para ele, além da gestão da propriedade outro ponto bastante importante foi o piqueteamento do pasto. “Quando comecei tinha 6 piquetes, hoje tenho 82. Aprendi a anotar tudo o que acontece na propriedade. Para isso conto com a ajuda dos filhos e da esposa. Sei o que ganho, o que gasto e onde é preciso investir”. Outro aprendizado muito importante foi a busca de conhecimento para incrementar a produção e a produtividade no sítio.

Como em quase todos os aspectos da vida, o que é bom é bom porque está em equilíbrio: a dieta mais completa, mais ecológica e mais barata possível dentro dessa completude será composta de animal, com o leite desempenhando um papel de liderança, e vegetal.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER