A empresa leiteira privada francesa Lactalis fortaleceu sua posição na maior empresa leiteira do mundo, de acordo com o último relatório Global Dairy Top 20 do Rabobank.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O relatório constatou que o faturamento da Lactilis aumentou para USD26,7 bilhões em 2021 (um aumento de USD4,7 bilhões ou 16,2% em relação ao ano anterior) e agora fica bem longe do segundo colocado Nestlé, da Suíça, que registrou um faturamento de USD21,3 bilhões durante o mesmo período.

A analista sênior do Rabobank Emma Higgins disse que o crescimento percentual de dois dígitos nas vendas da Lactalis foi impulsionado pela aquisição do negócio de queijos naturais da KraftHeinz nos EUA e do Groupe Bel’s Royal Bel Leerdammer, Bel Italia, Bel Deutschland e Bel Shostka Ucrânia, com estas compras somando um volume de negócios anual combinado de cerca de USD2,1 bilhões.

“Esta onda de aquisições continuou em 2022 com as recentes compras de queijos naturais australianos…

Jalna Dairy Foods, sediada na Alemanha, e Bayerische Milchindustrie’s (BMI) Fresh Dairy Division”, disse ela.

Danone (França) subiu para o terceiro lugar na lista (faturamento de USD20,9 bilhões), trocando de lugar com a Dairy Farmers of America (USD19,3 bilhões), sediada nos Estados Unidos. Yili (China) permaneceu em quinto lugar apesar da aquisição da produtora de leite infantil Ausnutria, que ajudou a aumentar seu faturamento de 2021 para USD18,2 bilhões, acima dos USD13,8 bilhões do ano anterior.

A Sra. Higgins disse que a Fonterra da Nova Zelândia reivindicou o sexto lugar na lista pelo terceiro ano consecutivo com vendas de USD14,8 bilhões em 2021, um aumento de USD1,2 bilhões em relação ao ano anterior.

“Durante 2021 vimos a Fonterra concluir a venda de seus dois centros agrícolas de propriedade integral da China. A venda da empresa da DPA Brasil e da Soprole, juntamente com possíveis mudanças nos negócios baseados na Austrália, ainda estão pendentes”, disse ela.

“Apesar das vendas de seus centros chineses, a grande China continua sendo um mercado importante para a Fonterra – particularmente para as vendas de foodservice – como o fazem outros países na região mais ampla da Ásia-Pacífico”.

“Os resultados anuais da Fonterra para o ano fiscal de 2022 serão anunciados no próximo mês”.

Alto crescimento do faturamento para os Top 20

O relatório diz que o volume de negócios combinado das 20 maiores empresas de laticínios da Global Dairy saltou 9,2% em termos de dólares americanos, após o modesto declínio de 0,1% no ano anterior.

“Apoiado pela recuperação dos canais de food service após a pandemia inicial da Covid e a continuação das fortes vendas dos canais de varejo, a demanda global de laticínios se firmou durante o curso de 2021. E isto, combinado com um crescimento inferior ao previsto da produção de leite nas principais regiões exportadoras e uma demanda de importação chinesa excepcionalmente forte, viu os preços dos produtos lácteos subirem a níveis elevados”, disse a Sra. Higgins.

Enquanto as vendas de 2021 estavam em alta, a Sra. Higgins disse que o que é designado como laticínio está se tornando muito mais embaçado.

“Numerosos lançamentos de produtos, alternativas lácteas de bebidas, iogurtes, sobremesas congeladas, queijo e produtos híbridos se tornaram mais comuns no portfólio de produtos das 20 maiores empresas, tornando mais difícil a extração de receitas de laticínios puros”, disse ela.

Metas de GEE

O relatório diz que mais empresas leiteiras estão alinhando suas ambições climáticas com a iniciativa “Science Based Targets” (SBTi) com oito das 20 maiores empresas que assumiram um compromisso público com (algumas das) metas do SBTi ou têm metas que são consideradas alinhadas pelo SBTi.

“Esperamos que este número cresça a curto prazo, pois a avaliação e o estabelecimento de metas ainda está em andamento. Como tal, as empresas de laticínios também estão deixando de apenas reconhecer suas ambições climáticas e de sustentabilidade para 2050, para estabelecer as metas nessa direção”, disse a Sra. Higgins.

É praticamente impossível tirar certos aperitivos do gosto do brasileiro. Sabendo disso, uma pesquisa decidiu apurar um dos nossos xodós do cardápio nacional e elegeu o melhor requeijão que hoje é vendido no Brasil.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER