As exportações de lácteos para consumo humano da Argentina para a Coreia do Sul serão retomadas a partir de 15 de outubro, informou o governo do país sul-americano, nesta quinta-feira.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

 

As exportações de lácteos para consumo humano da Argentina para a Coreia do Sul serão retomadas a partir de 15 de outubro, informou o governo do país sul-americano, nesta quinta-feira.

O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar da Argentina (Senasa) recebeu a notificação oficial de que o Ministério de Segurança Alimentar e Medicamentosa sul-coreano aceitou o modelo de certificado sanitário proposto pela Argentina para fornecer manteiga, leite em pó, leite de vaca, soro de leite, queijo e creme.

Os embarques desses produtos para a Coreia do Sul foram suspensos em 2016, após introdução da Lei Especial de Controle da Segurança de Alimentos Importados da Coreia do Sul, que impôs novas condições para o certificado sanitário. Desde então, o governo argentino vinha negociando as condições do documento que acompanha os laticínios exportados para aquele mercado. A permissão foi comemorada e considerada uma “expansão do mercado mundial” para a produção agroalimentar argentina.

No total, 57 prêmios vieram para o Brasil; produção do queijo mineiro já é reconhecido como patrimônio cultural imaterial.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER