Os produtores falam em até derramar leite em protesto na sexta-feira. A população sugere que o leite seja doado em vez de desperdiçado.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Os produtores de leite da cidade de Novo São Joaquim-MT e região estão revoltados com a decisão de dois laticínios que atendem o Vale do Araguaia que baixaram o valor do litro de leite de R$ 2,00 para 1,60 que as empresas pagam aos produtores na região. Só que o preço final do produto continua subindo para tristeza do consumidor.

Diante da decisão dos laticínios, os produtores marcaram uma manifestação para sexta-feira (28/1) na Câmara Municipal de Novo São Joaquim com intuito de conseguir apoio político e da sociedade para buscar um valor justo para o litro de leite junto aos laticínios. Os produtores ameaçam derramar 10 mil litros de leite nessa manifestação, porém a população sugere, que em vez de desperdiçar, que doem o leite para as famílias mais humildes.

Sobre a queda de braço entre produtores e laticínios, os produtores alegam que o custo para manutenção do gado leiteiro como sal, fertilizantes e funcionários aumentou nos últimos dias e não justifica reduzir o valor que a classe produtora recebe no momento.

A expectativa é receber cerca de mil produtores de leite na Câmara de Novo São Joaquim e para reforçar a mobilização eles criaram grupos de WhatsApp para convocarem a categoria. A reunião vai começar às 13 horas de sexta (28/1).

Acompanhe logo abaixo um vídeo do representante dos produtores de leite da região, que é o vereador da cidade de Novo São Joaquim, Auder Leandro Rodrigues Pereira, o Auder Baixinho (PSC). Ele fala sobre o problema, agradece o contato do assessor do governador Mauro Mendes e faz convite a classe política para comparecer nessa reunião de sexta-feira.

Foram premiadas as mais produtivas vacas das categorias adulta e jovem para dois produtores de Carlos Barbosa.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER