A companhia de lácteos Fonterra, da Nova Zelândia, aumentou sua estimativa de preço ao produtor para a temporada 2020/21, iniciada em 1º de junho. A projeção foi elevada de 6,90 para 7,50 dólares neozelandeses (US$ 4,97 para US$ 5,40) por quilo de leite em pó, passado o pico da temporada de ordenha.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A companhia de lácteos Fonterra, da Nova Zelândia, aumentou sua estimativa de preço ao produtor para a temporada 2020/21, iniciada em 1º de junho. A projeção foi elevada de 6,90 para 7,50 dólares neozelandeses (US$ 4,97 para US$ 5,40) por quilo de leite em pó, passado o pico da temporada de ordenha.

“A previsão ainda reflete forte demanda por lácteos”, afirma a Fonterra em comunicado, destacando o impacto das “mudanças na dinâmica do mercado global” durante a temporada 2020/21.

Os ajustes de preço dos lácteos realizados pela Fonterra são referência internacional para o setor. A cooperativa é considerada o maior laticínios do mundo, propriedade de 10 mil fazendeiros da Nova Zelândia, com cerca de 20 mil funcionários.

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER