Em entrevista exclusiva ao Canal Rural, governador do estado falou sobre as medida para conter efeitos da doença, sobre a seca que atinge o Paraná e outros assuntos; confira!
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O governador do Paraná, Ratinho Júnior, afirmou em entrevista exclusiva ao Canal Rural que está trabalhando para ajudar os produtores de leite afetados pelo novo coronavírus. Nesta segunda-feira, 27, ele disse ao programa Mercado & Companhia que o governo tem buscado dar amparo aos pecuaristas comprando parte da produção de pequenos produtores e transformando em leite em pó. Com Ratinho Júnior, o Canal Rural dá início a uma série especial de entrevistas com os governadores dos principais estados produtores do país.

“Assim, conseguimos distribuir para a rede de ensino, através do programa que dá leite para crianças mais humildes e também em parceria com pequenos laticínios”, disse. Ele lembra ainda que o Paraná possui a segunda maior bacia leiteira do Brasil.

O governador afirmou também que o estado ampliou a compra de produtos da agricultura familiar, atendendo cerca de 280 mil famílias com o programa da merenda em casa. “Quase tudo é comprado da agricultura familiar. Dentro da possibilidade, estamos fazendo investimentos de R$ 100 milhões por mês”, afirmou.

Segundo ele, o agronegócio do estado apresentava bom ritmo de crescimento antes da pandemia, com o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) atingindo R$ 88 bilhões.

Seca

O bom momento que o setor vivia foi afetado também pela seca no estado, que é a pior dos últimos anos. A estimativa é que o milho segunda safra e o feijão sejam as culturas mais afetadas pela falta de chuva.

“O auxílio [aos afetados] acontece através de agências de fomento. Temos o BRDE [Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul], alinhado com o BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social], e toda a linha, boa parte dela está para atender cooperativas e produtores. Também temos a Fomento Paraná, que é uma agência de fomento do estado que está a disposição no sentido de auxílio de produtores que terão um possível prejuízo”, comentou.

Outra medida que está em tramitação é o aporte de R$ 20 milhões para alavancagem do seguro rural. “Mas ainda é pequeno diante da necessidade. Estamos tentando conversar com o Banco do Brasil, através do Ministério da Agricultura, para securitizar esse processo”.

Coronavírus

A expectativa é que nesta segunda-feira seja realizada uma reunião entre o governador, Ministério Público, Casa Civil e Secretaria da Saúde para montar um plano de reabertura do comércio, do estado como shoppings e igrejas.

“Para que não se tenha depois uma decisão tomada de qualquer tipo, onde um promotor entre e discuta isso na Justiça, estamos alinhando com o Ministério Público para que se tenha uma sinergia”, ressaltou.

Tendência é que falte matéria-prima com possível desistência da atividade leiteira

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER