A previsão é do sócio-diretor da Milkpoint Mercado, Valter Galan, em função da falta do produto no mercado.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A forte queda de produção de leite no país neste ano, assim como a redução das importações do produto, que já caiu cerca de 30% no período, resultaram em falta de lácteos no mercado e na elevação do preço ao consumidor. De acordo com o sócio-diretor da Milkpoint Mercado, Valter Galan, essa alta deve chegar ao campo, fazendo o preço ao produtor superar R$ 3 por litro.

“Para o pagamento de julho, referente ao produto comercializado em junho, deve ter uma elevação de R$ 0,40 a R$ 0,50 por litro na média [levantada pelo] Cepea, que foi 2,68 [por litro] no último mês. Então deve ultrapassar os R$ 3 para julho”, diz.

Galan acredita que a tendência altista deva se manter nas próximas semanas. “Mas tem que ter atenção neste segundo semestre para o que vai acontecer com a demanda, já que o patamar de preços ao consumidor de leite e derivados está muito alto”, complementa.

Ele lembra que a oferta de leite está sendo impactada porque muitos produtores estão abandonando a atividade, descontentes com o rendimento da pecuária leiteira. Além disso, há também no país menor número de vacas ordenhadas, que estão sendo direcionadas ao abate.

É praticamente impossível tirar certos aperitivos do gosto do brasileiro. Sabendo disso, uma pesquisa decidiu apurar um dos nossos xodós do cardápio nacional e elegeu o melhor requeijão que hoje é vendido no Brasil.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER