A valorização favoreceu a relação de troca com milho e farejo de soja. Thiago Rodrigues, assessor técnico da CNA, diz se as cotações vão continuar subindo
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A valorização favoreceu a relação de troca com milho e farejo de soja. Thiago Rodrigues, assessor técnico da CNA, diz se as cotações vão continuar subindo

O preço médio pago ao produtor de leite em maio registrou uma alta de quase 19% em relação ao mesmo mês do ano passado. Esse fator, junto com a redução dos preços de milho e farelo de soja, mexeu na relação de troca entre o produto e os grãos.

Atualmente, para se comprar uma saca de milho são necessários 21 litros de leite, no mesmo período de 2018 esse valor era de 31 litros. No caso do farelo de soja, são necessários 48 litros por saca. Em junho do ano passado, eram necessários 65 litros.

O assessor técnico da Comissão Nacional de leite da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Thiago Rodrigues, explica se este cenário deve continuar.

Inflação registrada em agosto no Estado é a maior desde maio de 2021, de acordo com o ICPLeite da Embrapa

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER