Hoje nos deparamos com vários sistemas de produção de leite e vários perfis de produtores também, mas, independentemente do sistema ou do perfil
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Hoje nos deparamos com vários sistemas de produção de leite e vários perfis de produtores também, mas, independentemente do sistema ou do perfil, o produtor está sempre em busca do tão sonhado lucro, porém nem todos atingem este nível.

É comum em períodos de alta do leite o produtor se acomodar e deixar de buscar melhorias porque está tendo uma boa rentabilidade. Porém, o preço do leite é uma montanha russa. Aí quando baixa, começamos a correr atrás de detalhes tentando – atrasados – ajustar os erros.

Por outras vezes, colocamos metas pequenas para a atividade, aí quando atingimos a meta nos acomodamos novamente. Falar que precisamos ver a atividade como um negócio já é de praxe, porém preciso reforçar isto para que não caia no esquecimento.

E como qualquer outro negócio, precisamos de lucro e satisfação. Para alcançar estes objetivos precisamos estar focados e buscando sempre evoluir para sobreviver na atividade.

Não podemos cair no conto do “time que tá ganhando não se mexe”. Se não se mexer, o outro time mexe  e você perde o jogo.

Veja o exemplo da marca NOKIA. Há alguns anos eram os celulares mais vendidos. A marca, acomodada, não mexeu no time e não acompanhou a evolução. Hoje é difícil você ouvir falar na NOKIA, concorda?

No leite é a mesma coisa, precisamos sair da zona de conforto, estar sempre buscando melhorar, buscando coisas que nos motivem a tocar a atividade. Hoje certamente não queremos a vaca de 10 anos atrás, nem o manejo deste tempo. E diariamente viemos nos preparando para a vaca que virá daqui 10 anos, bem como o manejo também.

Quem não se programar, não planejar e não se empenhar, a seleção natural vai se encarregar de excluir da atividade.

Precisamos achar motivação a cada dia, a cada resultado positivo alcançado. Estando motivados, sempre estaremos em busca de melhorias, de mais lucro e satisfação, inspirando nossos colegas a buscarem incessantemente uma posição melhor na cadeia produtiva do leite. Motivados vamos manter uma agenda positiva para o leite.

A fraca demanda pressionou o valor, que caiu 0,6% no mês e 5,6% em 12 meses.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER