Nas últimas quinzenas, tem-se observado uma forte alta nos preços do leite no mercado spot – em função da reação dos preços dos derivados lácteos e da baixa produção de leite do campo.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Nas últimas quinzenas, tem-se observado uma forte alta nos preços do leite no mercado spot – em função da reação dos preços dos derivados lácteos e da baixa produção de leite do campo.

Do ponto de vista da produção de leite, temos visto, desde o segundo semestre de 2021, uma forte queda no volume captado de leite pelas indústrias, conforme podemos observar no gráfico abaixo:

Gráfico 1. Captação de leite – Variação em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.


Fonte: Elaborado pela equipe do MilkPoint Mercado, com dados do IBGE.

2022 iniciou na mesma tendência em que encerrou 2021: com produção enxuta. Conforme levantamento mensal do MilkPoint Mercado, nos dois primeiros meses do ano, a produção de UHT foi 23,8% e Muçarela 3,8% inferior ao observado para os produtos no mesmo período do ano passado.

Gráfico 2. Leite UHT – Produção mensal das empresas participantes (milhões de litros/mês)


Fonte: Elaboração Própria – MilkPoint Mercado

Gráfico 3. Muçarela – Produção mensal das empresas participantes (mil ton/mês)


Fonte: Elaboração Própria – MilkPoint Mercado

Além da baixa produção interna, o ano também iniciou com saldo da balança comercial de lácteos bem acima do ano anterior, em reflexo do menor volume importado e aumento da saída de leite do Brasil, via exportações, reflexos do câmbio e preços internacionais elevados, devido a oferta e demanda mundial apertada.

No mês de janeiro, o saldo da balança comercial de lácteos foi de -51 milhões de litros em equivalente-leite, valor 64% superior ao mesmo período de 2021, quando fechou em -142 milhões de litros; e no mês de fevereiro o saldo foi de aproximadamente -20 milhões de litros, um valor 80% maior que fevereiro de 2021. Dessa forma, estima-se uma forte queda na disponibilidade de leite per capita.

Gráfico 4. Disponibilidade per capita de leite – em litros/mês/pessoa.


Fonte: Elaboração Própria – MilkPoint Mercado, IBGE, MDIC.

Do outro lado, da demanda, os preços dos principais derivados lácteos estão em ascensão desde o início do ano. Conforme levantamento semanal do MilkPoint Mercado, o Índice de Preços da Cesta de lácteos cresceu 4,9% em janeiro, 4,4% em fevereiro e, em março, até a 4ª semana, acumula um crescimento de 16,6% – contabilizando um avanço de 25,9% desde o início do ano.


Com essa situação de mercado mais favorável e com a menor captação de leite das fazendas, as indústrias aumentaram a procura por leite no mercado spot – refletindo em aumento nos preços.

Gráfico 5. Preços do leite Spot – média BR (deflacionados pelo IGP-DI)


Fonte: Elaboração Própria – MilkPoint Mercado

Caso esse cenário de mercado se mantenha – de baixa oferta de leite e valorização dos derivados lácteos – o leite como matéria prima seguirá valorizando, impactando positivamente em altas dos preços pagos aos produtores.

“Enxugar gelo”. Você já sentiu essa interminável sensação?

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER