O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) alertou os consumidores em março de 2018 sobre a diferença entre composto lácteo e leite em pó.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC) alertou os consumidores em março de 2018 sobre a diferença entre composto lácteo e leite em pó. Com embalagens semelhantes, ambos são oferecidos nas prateleiras dos supermercados e induzem a os consumidores a erro.

O IDEC já alertava, naquela ocasião, para este problema. mesmo assim os fabricantes continuam com a mesma prática. Por isso é importante retomar o tema e fazer um novo alerta às mães e pais que buscam o melhor para seus filhos.

Composto lácteo não é leite
Em meio às embalagens de leite em pó estão as latas de composto lácteo Ninho, fabricado pela Nestlé. Há também uma variedade de produtos destinados a crianças, como  fórmulas infantis e fórmulas de seguimento, alimentos artificiais substitutos do leite materno, indicados para recém-nascidos de até 6 meses e para bebês entre 6 meses e 1 ano de idade, respectivamente.

Atenção: o composto lácteo não deve ser oferecido para crianças com menos de 1 ano.

A maioria dos postos de vendas não apresentam a frase de advertência exigida pelo Ministério da Saúde para alertar que o produto não substitui o aleitamento materno e que não é indicado para determinada faixa etária. O mesmo ocorre nos folhetos promocionais, na internet e em sites e redes sociais, inclusive dos próprios fabricantes, segundo o IDEC.

Lei Federal no 11.265/2006, regulamentada pelo Decreto no 8.552/2015, reúne regras sobre rotulagem, comercialização e publicidade de uma série de produtos que podem atrapalhar o aleitamento materno, desde alimentos (leites artificiais, outros produtos lácteos e papinhas, por exemplo) a acessórios como chupetas, mamadeiras e bicos. Mas a legislação tem sido ignorada.

Veja a diferença entre os diferentes produtos conforme alerta do IDEC em 2018:

FÓRMULAS, LEITE EM PÓ E COMPOSTO LÁCTEO
Embora a aparência do pó e as embalagens sejam parecidas, os produtos têm composições muito distintas, assim como são as faixas etárias indicadas para consumo. Entenda a diferença.

Fórmula infantil: alimento artificial indicado para recém-nascidos e bebês de até 6 meses quando a amamentação não é possível ou suficiente.

Fórmula de seguimento: alimento artificial indicado para bebês entre 6 e 12 meses quando a amamentação não é possível ou suficiente.

Leite em pó: produto obtido por desidratação do leite de vaca integral. Deve conter somente proteínas, açúcares, gorduras e outras substâncias minerais próprias do leite. Não é indicado para crianças menores de 1 ano e não substitui o leite materno.

Composto lácteo: produto resultante da mistura de leite (no mínimo 51%) e outros ingredientes lácteos ou não lácteos. Costuma conter açúcar e aditivos alimentaresNão é indicado para crianças menores de 1 ano e não substitui o leite materno.

Veja aqui o alerta do IDEC na íntegra

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER