Mapa foi lançado junto com o material publicitário do roteiro que vai fomentar o turismo rural. Houve também a visita de agentes de viagens a duas propriedades do Sudoeste para que possam divulgar e oferecer os atrativos a seus clientes.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Rota do Queijo Paranaense lança mapa das queijarias e recebe agentes de viagens - Curitiba, 10/03/2022

Agora vai ficar mais fácil conhecer o novo roteiro turístico do Paraná. Nesta quarta-feira (9) foi lançado o mapa, dividido por regiões, com as informações e locais de todas as 29 propriedades que fazem parte da Rota do Queijo Paranaense. O lançamento aconteceu durante a ExpoBel – feira multisetorial em Francisco Beltrão, no Sudoeste do Paraná.

Iniciativa do IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater), a rota foi lançada no final do ano passado e tem a intenção de incentivar o turismo rural, com a produção de queijos como principal atrativo.

De acordo com o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, que acompanhou o lançamento, a Rota do Queijo é um arranjo mercadológico que fortalece o produto paranaense e que, a partir de agora, ganha uma organização e visão de mercado ainda melhor.

“Este conjunto de forças, graças à união entre setores do Governo e prefeituras, ganha um contorno com estratégias corretas para estimular o crescimento da produção e, através do queijo, agregar valor ao leite e transformá-lo em mais uma cadeia vitoriosa no mercado”, reforça Ortigara.

Natalino Avance de Souza, diretor-presidente do IDR-Paraná, ressaltou a importância de se pensar em densidade de renda para criar uma agricultura mais rica e sustentável. “É isso que estamos discutindo aqui. A geração de renda, a qualidade de vida do agricultor, a manutenção do homem no campo e isso só é possível com o alinhamento de pessoal. O IDR-Paraná, sozinho, não faz a diferença, mas com estas iniciativas temos uma forma diferente de pensar o rural”, afirma.

Além do mapa, foi lançado o material publicitário do roteiro com informações como endereço, contato e queijos produzidos em cada propriedade. Para acessar as informações e o mapa CLIQUE AQUI.

Terezinha Busanello Freire, coordenadora estadual de Turismo Rural do IDR-Paraná e idealizadora da rota, ressalta que este momento simbólico marca um passo muito importante para as queijarias participantes

“Durante este período, entre o lançamento até hoje, fizemos um trabalho intenso para consolidar as agroindústrias na parte de certificação e de turismo, que são pontos necessários para a comercialização. O material de divulgação lançado hoje ajuda a atingir o grande objetivo do projeto que é a geração de renda aos produtores”, diz Terezinha.

FAMTOUR – O Sudoeste do Estado foi, também, o destino das agências de viagens que participaram do primeiro Famtour organizado pelo IDR-Paraná, em parceria com a Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento (Seab). Famtour é definido pelo Ministério do Turismo como uma forma de promoção do produto turístico e consiste em convidar agentes de viagem para visitar o destino e, desta forma, conhecer o local e saber o que pode oferecer ao cliente.

A visita foi realizada em duas propriedades da região – à queijaria Vidalat, de Francisco Beltrão, e à Queijaria Martinazzo, de Itapejara d’Oeste. “A região do Sudoeste compreende a maior parte de queijarias integrantes da Rota, além da característica forte na consolidação do queijo. Por esse motivo foi escolhida como destino deste primeiro Famtour, mas é claro que gostaríamos de ir em todas as propriedades”, destaca Terezinha Busanello.

Inicialmente, o Instituto cadastrou 29 propriedades em 23 municípios de várias regiões do Estado, onde se produz desde queijos finos até os coloniais. A meta é ampliar o número de agroindústrias e estabelecer a produção de queijos como um atrativo para turistas do Estado e de todo o País.

A coordenadora estadual de Turismo Rural do IDR-Paraná disse que a proposta é fazer com que os produtores de queijos interessados em trabalhar com turismo rural estejam conectados. “O Paraná é o segundo maior produtor de leite do País e o queijo tem um grande poder de agregar valor à produção, além de um forte apelo turístico gastronômico. A nossa meta é identificar mais produtores e ampliar o número de participantes da rota”, salienta Terezinha.

Confira as propriedades visitadas:

Queijaria Vidalat (Francisco Beltrão) – A produção começou em 1970 para ajudar no sustento da família. A ideia inicial era agregar uma renda extra.

Em 1990 foi uma das primeiras agroindústrias da cidade a conseguir certificado de inspeção municipal. Desde então, a produção tem foco no queijo colonial, tradicional da cultura regional. Em 2019 ganhou medalha de bronze no concurso Prêmio Queijo Brasil. E, em 2020, foi a primeira queijaria do município com certificação Susaf – PR (Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte do Paraná).

Agora, de olho no turismo rural, ao participarem da Rota do Queijo, os proprietários pretendem divulgar ainda mais a marca e a qualidade do produto, além de valorizar os queijos coloniais do Sudoeste do Paraná.

Em novembro de 2021 lançaram, além dos queijos coloniais, o segundo produto da marca: o queijo colonial temperado ao vinho, e já estão testando o terceiro que é o colonial maturado.

Queijaria Martinazzo (Itapejara d’Oeste– Em 1990 a proprietária Roseli Martinazzo começou a fazer queijos coloniais, cuja receita tinha aprendido com a sogra, para vender na vizinhança e aos amigos.

A procura foi aumentando e construiu a queijaria. Em 2018 conseguiu a certificação para aumentar as vendas e comercializar nos mercados da região. O produto foi aprovado e as vendas cresceram. O queijo já foi premiado em Curitiba e em Florianópolis, com medalha de ouro no concurso Queijo Brasil.

Um dos segredos, destaca a proprietária, é estar sempre de olho no manual de boas práticas. A queijaria preza pela sanidade dos animais e também segue à risca as práticas de higiene e alimentação deles para garantir a qualidade do produto.

PRESENÇAS – Também participaram do lançamento o diretor-presidente da Adapar, Otamir Cesar Martins; o presidente da Paraná Turismo, Irapuan Cortes Santos; o prefeito de Francisco Beltrão, Cleber Fontana; a chefe do núcleo regional da Seab de Francisco Beltrão, Denise Adamchuk; a chefe do núcleo regional de Pato Branco, Leunira Tesser; e lideranças da região.

“Enxugar gelo”. Você já sentiu essa interminável sensação?

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER