As inscrições já se encontram abertas e o prazo termina no dia 12 de maio, com a turma iniciando no dia 16
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A plataforma de Ensino à Distância (EAD) da Embrapa Gado de Leite tem novo curso: Controle e Prevenção da Mastite em Rebanhos Bovinos. As inscrições já se encontram abertas e o prazo termina no dia 12 de maio, com a turma iniciando no dia 16. Segundo o pesquisador Guilherme Nunes, da Embrapa, que coordenará o curso, a mastite é um grande problema para a pecuária e é esperada uma grande procura.

O curso é voltado para profissionais da assistência técnica e extensão rural, produtores de leite, profissionais de ciências agrárias, estudantes e demais interessados. Com carga horária de 30 horas-aula, os alunos serão capacitados a tomar melhores decisões em relação à doença que, em maior ou menor grau, afeta toda a pecuária nacional, elevando os custos com tratamento, além de diminuir a produtividade e levando ao descarte do leite. “O controle da mastite deve ser priorizado entre os produtores para que se obtenha maior retorno econômico da atividade”, afirma Nunes.

Com aulas virtuais interativas, o curso será composto por três módulos: o primeiro módulo tratará do impacto econômico da doença para a produção leiteira; a anatomia e fisiologia da glândula mamária e a classificação dos agentes patogênicos que provocam a doença. No segundo módulo será estudado as formas de diagnosticar a mastite clínica e subclínica. Por fim, o terceiro módulo abordará o monitoramento da doença e o estabelecimento de um programa de controle e prevenção. As inscrições podem ser feitas na plataforma E@D Leite – http://ead.cnpgl.embrapa.br e o valor a ser pago é R$ 39,90.

EAD – Embrapa Gado de Leite

Com o curso sobre controle e prevenção da mastite, a Embrapa Gado de Leite completa dez títulos em sua a plataforma de EAD (veja a lista na tabela abaixo). A carga horária varia de 30 a 40 horas-aula, com duração média de um mês. A procura por cursos no formato EAD cresceu muito com a pandemia. Em 2020, houve um aumento de 1.000% comparado à 2019. Segundo Denis Rocha, chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia, da Embrapa Gado de Leite, foram cerca de quatro mil inscritos nos cursos disponibilizados em 2021.

Os temas mais procurados são: Implantação, manejo e recuperação de pastagens, Produção de Leite de Qualidade e Forrageiras para a produção de leite a pasto. É comum um mesmo aluno fazer mais de um curso. Lorena Guimarães, de Seropédica – RJ, que fez todos os cursos oferecidos, aprova o modelo. Segundo ela, o diferencial do EAD da Embrapa é poder contar com um conteúdo atualizado, ministrado pelos profissionais mais qualificados de cada área. “Nós temos acesso aos analistas e pesquisadores e podemos tirar dúvidas durante as lives”, diz.

Além do conteúdo das aulas em formato de vídeos e slides, o aluno também tem à disposição atividades complementares como fóruns de discussão, exercícios e “bate-papo tira-dúvidas” em tempo real, que é a oportunidade de interação direta com os profissionais da Embrapa. “Os cursos de ensino à distância são uma ótima oportunidade de se adquirir novos conhecimentos a respeito de pecuária de leite”, afirma Lorena. Segundo ela, as aulas são preparadas por profissionais altamente reconhecidos em suas áreas de atuação e há a conveniência de o aluno ajustar o horário conforme suas necessidades. Trata-se de um excelente investimento para os alunos, recomenda Rocha.

Cursos de EAD em Pecuária de leite

Implantação, manejo e recuperação de pastagens

Silagem de capim para a produção de leite

Produção de Leite de Qualidade

Forrageiras para a produção de leite a pasto

Silagem de Milho e de Sorgo para Gado de Leite

Melhoramento Genético e Controle Zootécnico para a Produção de Leite

Cria de bezerras leiteiras: estratégias para aumentar a eficiência

Amostragem, Coleta e Transporte da Produção de Leite

Controle Estratégico do Carrapato dos Bovinos de Leite

Controle e prevenção de mastite em rebanhos bovinos

Desestimulados com o mercado leiteiro em Goiás, produtores abandonam a produção e preço do leite dispara.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER