Embora tenha o maior rebanho bovino do Brasil – com mais de 30 milhões de cabeças – o estado do Mato Grosso ocupa o 10º lugar no ranking dos maiores produtores de leite no país.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Embora tenha o maior rebanho bovino do Brasil – com mais de 30 milhões de cabeças – o estado do Mato Grosso ocupa o 10º lugar no ranking dos maiores produtores de leite no país. Não obstante, Mato Grosso ambiciona ter uma posição de maior destaque no cenário da pecuária leiteira brasileira, almejando – inclusive – a liderança no setor.

“Um dos nossos principais desafios é colocar o estado em primeiro lugar neste ranking”, diz o presidente da Associação de Produtores de Leite de Mato Grosso (APROLEITE-MT) e presidente Sindicato Rural de Juscimeira, Dolor Vilela de Figueiredo Neto.

Para tanto, a APROLEITE aposta no apoio de entidades importantes, como o SENAR-MT (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Mato Grosso). A parceria foi o tema de reunião de trabalho, na última quarta-feira 27, entre o dirigente da APROLEITE e o superintendente do SENAR-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, conhecido como Chico da Paulicéia.

O trabalho conjunto visa a expandir a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) na cadeia produtiva do leite. A proposta inicial, ressalta Vilela, é estabelecer a parceria com o SENAR-MT principalmente nos municípios em que a ATeG já está implantada. “Já temos algumas parcerias firmadas na região do Vale do São Lourenço e depois queremos ampliar. Ter o SENAR-MT como parceiro é uma forma de alavancar, melhorar, dinamizar e trazer mais rentabilidade para a cadeia produtiva do leite”, acrescenta Vilela.

De acordo com o superintendente do SENAR-MT, a assistência técnica leva conhecimento ao produtor. “E é isso que contribuirá para que se possa produzir com mais eficiência. É uma forma de manter a família no campo com renda e dignidade”. Ele se comprometeu a contribuir para que Mato Grosso seja o primeiro no ranking dos estados que mais produzem leite no Brasil. “Temos potencial. Mato Grosso é destaque em vários setores e também podemos ser no do leite. Temos muito apreço pela APROLEITE e estamos juntos neste desafio.”

O estado tem uma vantagem significativa em relação aos grandes produtores de leite no país, como Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. Com uma gigantesca produção dos grãos que compões as rações concentradas – como soja, milho e caroço de algodão – os produtores de leite do Mato Grosso tem a possibilidade de diminuição no custo da alimentação animal.

Segundo a CONAB, com uma produção em torno de 32 milhões de toneladas de soja (28,2% do total brasileiro) e 31 milhões de toneladas de milho (31,6% do total no país), Mato Grosso é – com folga – o estado brasileiro com maior produção de grãos. O Paraná, segundo colocado no ranking nacional, produz 30 milhões de toneladas a menos.

 

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER