As negociações envolvendo milho estão lentas no Brasil, mas os preços seguem em alta em todas as praças acompanhadas pelo Cepea.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

As negociações envolvendo milho estão lentas no Brasil, mas os preços seguem em alta em todas as praças acompanhadas pelo Cepea. A maior parte dos vendedores está cautelosa, fechando negócios apenas conforme a necessidade, ao passo que compradores mostram interesse em realizar novas aquisições. Além disso, os embarques de milho estão em ritmo intenso, o que também reforça a alta nos preços domésticos. Entre 27 de setembro e 4 de outubro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas, SP) subiu 2,8%, a R$ 39,97/sc de 60 kg na sexta-feira, 4.

A fraca demanda pressionou o valor, que caiu 0,6% no mês e 5,6% em 12 meses.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER