Queijo minas - A mineradora Anglo American informou ontem que lançou um fundo de R$1 milhão para apoio e recuperação de negócios dos produtores de Queijo Minas Artesanal direcionado para os fabricantes do tradicional queijo do Serro.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Queijo minas – A mineradora Anglo American informou ontem que lançou um fundo de R$1 milhão para apoio e recuperação de negócios dos produtores de Queijo Minas Artesanal direcionado para os fabricantes do tradicional queijo do Serro. O objetivo é dar suporte para os negócios locais que foram duramente afetados pela pandemia. Serão até 50 projetos contemplados com valor máximo de R$ 20 mil cada.

O valor poderá ser utilizado para despesas operacionais, como alimentação animal, salários e transporte, além de despesas de capital, como custos com o registro do produto, marketing e melhorias na produção. Os projetos deverão ter duração máxima de 12 meses.

Podem participar produtores dos municípios de Alvorada de Minas, Conceição do Mato Dentro, Congonhas do Norte, Dom Joaquim e Serro, todos localizados no entorno das operações do Minas-Rio, operação de minério de ferro da companhia.

A concorrência está aberta para quaisquer produtores de queijo minas artesanal dos cinco municípios contemplados, sejam pessoas jurídicas ou físicas. Associações e cooperativas também poderão participar.

“A produção de queijo artesanal é uma vocação local e o queijo do Serro conta com certificado de origem conferido pelo IMA (Instituto Mineiro de Agropecuária). A maioria dos produtores teve queda muito expressiva nas vendas durante a pandemia. Por disso, foram obrigados a cortar a produção, secar vacas e demitir”, explica Nathalia Coelho, analista de Performance Social da Anglo American.

De acordo com ela, com base em seu compromisso para o desenvolvimento regional, a empresa lançou esse fundo de apoio. “Queremos dar o suporte necessário à manutenção de uma cadeia produtiva tão importante para a comunidade local”, sustenta.

Segundo Ivan Simões, diretor de Assuntos Corporativos da empresa, o fundo de apoio aos produtores de queijo faz parte de uma atuação mais ampla da empresa no fomento à economia local. “Desde 2017, atuamos em diversas cadeias, apoiando, por meio do programa Crescer, a melhoria técnica dos pequenos produtores rurais, proporcionando condições para que possam se profissionalizar, aumentar vendas e gerar mais desenvolvimento em sua região. Dessa forma, vivemos na prática nosso propósito de re-imaginar a mineração para melhorar a vida das pessoas”, afirma.

Orientação – No período de 1º de dezembro de 2020 a 17 de janeiro de 2021, a Technoserve, Organização Não Governamental (ONG) parceira da Anglo American nessa ação, promoverá capacitações, que serão feitas no formato online, para orientar os produtores sobre a elaboração adequada do projeto e da inscrição. Essas capacitações não têm limites de participantes. As equipes da ONG estarão em campo e darão o apoio necessário para que pequenos produtores possam participar. As datas ainda serão definidas e divulgadas nos canais da empresa.

As inscrições estão abertas e podem ser realizadas até o dia 17 de janeiro de 2021. O edital completo pode ser baixado no sitebrasil.angloamerican.com. Em caso de dúvidas, os participantes podem entrar em contato com a Anglo American pelo telefone 0800 941 7100, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Acesse aqui a matéria na íntegra

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER