A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, participaram neste sábado (3), no Sindicato Rural de Alexânia, da entrega do Selo Arte aos produtores de queijo artesanal. 
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Selo Arte – A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, participaram neste sábado (3), no Sindicato Rural de Alexânia, da entrega do Selo Arte aos produtores de queijo artesanal.

Goiás é o primeiro estado do Centro-Oeste a conceder o selo.

 

O selo foi entregue aos produtores de queijarias artesanais da Fazenda Coqueiral (Corumbá de Goiás), Santa Fé da Lagoinha (Santo Antônio do Descoberto) e Queijaria Lima (Alexânia).

O  Selo Arte permite a venda dos alimentos , como lácteos e cárneos, aquisição de forma artesanal em diversos estados, abrindo a oportunidade para o produtor incrementar sua renda. É também uma garantia de que o produto foi fabricado conforme características e métodos tradicionais ou regionais próprios, além de seguir as boas práticas agropecuárias e de fabricação. O produto artesanal é submetido à fiscalização dos órgãos públicos de saúde dos estados e do Distrito Federal.

O Ministério da Agricultura estabeleceu os critérios para a comercialização interestadual dos produtos com base no cumprimento das exigências sanitárias e dos requisitos de excelência de produção artesanal, que evidenciam o vínculo cultural e territorial. Os estados e o Distrito Federal são responsáveis pela concessão do Selo Arte e pela fiscalização dos produtos, cabendo ao Ministério da Agricultura coordenar a implementação da política e realizar a gestão do sistema de concessão e controle do Selo. Cada selo tem um número de rastreabilidade para identificação do produtor, data e local de fabricação do produto. Antes do Selo Arte, esses produtos artesanais de qualidade não podiam ser comercializados além de seus Estados de origem, o que trazia prejuízos para produtores e consumidores.

Em Goiás, a concessão é feita pela Agência Goiana de Defesa Agropecuária (AGRODEFESA). Além das três queijarias contempladas, mais sete estabelecimentos já estão com projetos aprovados.

A ministra parabenizou os produtores que receberam o selo. “Hoje vocês vão representar uma serie enorme de produtores do estado de Goiás. Que essa rota do turismo rural possa implementar essa gastronomia tão gostosa de Goiás e de outros estados do país”.

O produtor rural Rafael da Silva Lima, da queijaria Lima, disse que a assistência técnica fez com que ele pudesse aumentar a sua produção, com a ajuda dos filhos “Hoje é o dia da nossa vitória”, disse.

Outros cinco estados já concederam o Selo Arte: Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina, Pará e Espírito Santo.

O secretário de Inovação do MAPA, Fernando Camargo, também participou do evento.

Agro pelo Brasil

A ministra também participou neste sábado da 2ª edição do Projeto “Agro pelo Brasil”, uma iniciativa do Sistema CNA/SENAR. Nesta segunda edição, realizada nos dias 2 e 3 de outubro, participam as cidades de Brasília (DF), Salvador (BA), Luís Eduardo Magalhães (BA), Goiânia (GO) e Alexânia (GO). O evento é transmitido pelo link www.agropelobrasil.com.br

No debate sobre políticas públicas para o agro, a ministra ressaltou a importância do seguro rural para os produtores. “O seguro é fundamental para o produtor rural. O MAPA dá prioridade máxima para essa política porque ela é fundamental para o crescimento da atividade agropecuária no Brasil”, disse.

Também participaram do debate o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, o presidente da CNA, João Martins, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), deputado federal José Mario Schreiner, e o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb), Humberto Miranda.

O projeto conecta pessoas e debate temas de interesse do agro, além de mostrar experiências de sucesso no campo, promover a cultura e a gastronomia. Na programação, há assuntos como infraestrutura e logística, polos de ensino no agro, tecnologias aplicadas nas propriedades rurais, turismo rural, segurança no campo e tecnologias de baixa emissão de carbono.

 

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER