Mintel: ‘há um amplo espaço para a inovação em queijos na América Latina´ – eDairyNews Últimas notícias
Brasil |6 agosto, 2018

Indústria | Mintel: ‘há um amplo espaço para a inovação em queijos na América Latina´

Mintel – Os consumidores latino-americanos estão procurando mais opções de sabor quando se trata de queijo, representando uma oportunidade de mercado

Os consumidores latino-americanos estão procurando mais opções de sabor quando se trata de queijo, representando uma oportunidade de mercado inexplorada para os fabricantes, já que apenas 12% das novas introduções de queijo na região entre janeiro de 2017 e abril de 2018 foram opções com sabor, segundo a Mintel.

Os lançamentos de queijo com sabor da América Latina ficaram para trás quando comparados a outros mercados internacionais, como Europa e América do Norte, onde as novas opções de sabores representaram 22% e 25%, respectivamente, durante o mesmo período.

O interesse entre os consumidores latino-americanos por produtos de queijo com sabor é forte, relatou a Mintel. Quase oito em cada dez brasileiros pesquisados querem experimentar mais sabores no queijo, como cranberry e ervas. De fato, muitos consumidores estão buscando perfis de sabores similares ao que podem ser encontrados em outros mercados internacionais, disse Sarah Theodore, gerente de pesquisa de alimentos e bebidas da Mintel.

Inovação de sabor e experimentação com sabores exóticos tem sido uma tendência observada em outros segmentos lácteos, incluindo a manteiga na América Latina. Como publicado anteriormente, a introdução de manteigas com sabores mais salgados e/ou condimentados são as «rotas óbvias» para encorajar mais as ocasiões de uso.

“Ao olhar para os lançamentos de queijo com sabor, a América Latina não difere significativamente de outras regiões, já que utiliza vegetais (pense em sabores de tomate, alcachofra, pimenta, etc) e sabores de ervas para a maioria das apresentações”, disse Theodore. Ela acrescentou que há algumas variações de preferências de sabor por país e por ocasião (ou seja, lanches versus café da manhã, almoço e jantar).

“Adicionar sabor a um tipo de queijo já preferido, ou empacotar aquele queijo com outras adições de sabor, como vimos com alguns pacotes de salgadinhos de queijo, pode ser uma maneira de combinar um pouco de ‘novo’ em algo que os consumidores já conhecem”, disse Theodore. “Destacar as boas qualidades do queijo pode ser um atrativo para os consumidores. A principal razão pela qual as pessoas compram queijo, no entanto, sempre será o gosto”.

Inovação em textura

Uma parcela significativa dos consumidores latino-americanos diz preferir uma textura de queijo mole e, no Brasil, o sabor atualmente está atrás da textura como principal direcionador de compra de queijos. De acordo com a Mintel, um terço dos brasileiros diz que uma «textura macia» é um fator influente na seleção de queijos, em comparação com 17% que informaram que o tipo de sabor é o principal fator de compra. Além disso, consumidores mais jovens parecem ser os mais interessados em queijos com sabor – um em cada cinco entre 16 e 34 anos cita o sabor como fator de compra.

Os lanches representam a maior oportunidade para o queijo

Theodore observou que mais marcas de queijos estão de olho nos lanches como opções convenientes e para consumir em movimento (on the go). «Os consumidores sempre comeram queijo como lanche, mas é só recentemente que as marcas fizeram um esforço especial para mirar essa ocasião», disse ela.

“Na Colômbia, a marca Éxito oferece uma linha própria de queijos recheados com frutas embalados individualmente para petiscar.” De acordo com Theodore, há muito espaço para inovação no espaço de lanches em queijos em toda a América Latina, com muitos outros formatos que podem ser explorados.

Sugestões de combinações com alimentos e bebidas é outra oportunidade para o queijo ser introduzido em mais partes do dia, acrescentou Theodore. Porque, embora os consumidores relatem o uso de queijo de diversas maneiras, há um desejo de conselhos sobre queijo em termos de recomendações de combinação e usos específicos.

Versões com sabor de queijo comumente usado – como muçarela – podem dar aos consumidores a confiança para cozinhar com o produto com mais frequência. «Algumas sugestões de combinação na embalagem poderiam contribuir e muito para acender a imaginação dos consumidores, principalmente os que estão pensando em entretenimento ou alguma ocasião especial”, completou Theodore.

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas e adaptadas pela Equipe MilkPoint.

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas