Na agropecuária do Ceará, o leite já é uma moeda de referência – eDairyNews Últimas notícias
Brasil |19 noviembre, 2019

Leite | Na agropecuária do Ceará, o leite já é uma moeda de referência

Leite moeda de referência/CE – Tudo de forma desburocratizada, graças a uma operação que envolve a indústria de laticínios Betânia, seus fornecedores de leite e a fazenda Flor da Serra.

Leite moeda de referência/CE – Tudo de forma desburocratizada, graças a uma operação que envolve a indústria de laticínios Betânia, seus fornecedores de leite e a fazenda Flor da Serra.

A primeira compra o leite dos segundos, enquanto a terceira fornece as novilhas que repovoam o rebanho leiteiro, muito reduzido pela baixa pluviometria dos últimos sete anos.

No Oeste da Bahia, a soja é um produto tão importante para a economia regional, que virou moeda de referência em transações comerciais: um hectare de terra naquela região equivale – dependendo de sua localização – até 600 sacas de soja.

No Vale do Jaguaribe, aqui no Ceará – revela o agrônomo Zuza de Oliveira, consultor em agropecuária – o leite já se transformou em moeda de referência na compra de novilhas e vacas leiteiras.

Tudo de forma desburocratizada, graças a uma operação que envolve a indústria de laticínios Betânia, seus fornecedores de leite e a fazenda Flor da Serra. A primeira compra o leite dos segundos, enquanto a terceira fornece as novilhas que repovoam o rebanho leiteiro, muito reduzido pela baixa pluviometria dos últimos sete anos.

Noves fora o dificílimo e caro crédito bancário, esse arranjo produtivo surge como a melhor e mais promissora das inovações na pecuária cearense.

A primeira transação registrou-se há 15 dias, quando 56 novilhas prestes a parir foram fornecidas pela fazenda Flor da Serra a 16 pequenos produtores de leite de Quixeramobim, Morada Nova, Limoeiro, Ibicuitinga, Alto Santo, Piquet Carneiro e São João do Jaguaribe.

Cada novilha, selecionada pelos produtores, foi negociada pelo equivalente a 4.250 litros de leite.

Os produtores assinaram com a Betânia um contrato que prevê o pagamento do débito ao longo de 20 quinzenas, tendo dois meses de carência, tempo em que as novilhas estarão paridas e produzindo no mínimo 15 litros de leite por dia, cada uma.

“Por meio desse contrato, o produtor autoriza a Betânia a descontar, quinzenalmente, quando do pagamento do seu boleto de leite fornecido, 212,5 litros de leite até liquidar a conta. O valor correspondente a esse leite será repassado pela Betânia à fazenda Flor da Serra, fornecedora das novilhas”, explica Zuza de Oliveira.

Tópicos |
Aviso legal sobre propriedade intelectual em conteúdo digital

Todas as informações contidas nestas páginas que NÃO são de propriedade da eDairy News e NÃO são consideradas "de domínio público" pelos regulamentos legais são marcas registradas de seus respectivos proprietários e reconhecidas por nossa empresa como tal. A publicação no site eDairy News é feita com a finalidade de coletar informações, respeitando as normas contidas na Convenção de Berna para a Proteção das Obras Literárias e Artísticas; na Lei 11.723 e demais normas aplicáveis.

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas