Uma das perguntas endereçadas ao Giro do Boi Responde que foram esclarecidos no programa desta quarta, dia 12, veio do município de Caraí, no norte do estado de Minas Gerais, próximo ao Vale do Jequitinhonha.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
cruzamento-indubrasil-tabapua-dupla-aptidao

Uma das perguntas endereçadas ao Giro do Boi Responde que foram esclarecidos no programa desta quarta, dia 12, veio do município de Caraí, no norte do estado de Minas Gerais, próximo ao Vale do Jequitinhonha. O criador Clésio Alves quer saber se o cruzamento de Indubrasil com Nelore é recomendado para produzir animais de dupla aptidão – corte e leite.

“Os cruzamentos entre as raças zebuínas são muito utilizados porque mantém heterose, ou seja, um pouco de vigor híbrido com a complementaridade das raças”, destacou o zootecnista e gerente de fomento da ABCZ, a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu, Ricardo Abreu.

“O Indubrasil que é uma raça genuinamente brasileira e foi até denominada inicialmente como Induberaba, pois foi feita a partir de cruzamentos de raças zebuínas aqui no município de Uberaba e depois se denominou realmente Indubrasil. Ela é uma raça que se caracteriza por muita estrutura, por muita força, muita conformação de carcaça e tem aptidão para produção de carne quanto também para a produção de leite. E no cruzamento com o Nelore, conhecido como Indunelore, é também utilizada para tirar leite e também para produção de carnes nos diferentes sistemas de produção, principalmente nos sistemas de produção mais semi-extensivo e extensivo, até pela rusticidade dessas duas raças”, opinou.

Entretanto, Abreu apontou que é preponderante que o criador conheça o histórico dos animais de forma a validar a sua genética melhoradora no cruzamento. “É muito comum se fazer o Indunelore, mas o mais importante é você ter a oportunidade de estar identificando os touros e as matrizes que vai utilizar nesse acasalamento através da genealogia, através da acuidade das informações e, principalmente, se possível, dentro das predições dos valores genéticos desses animais que o senhor vai utilizar. É muito boa a sua questão e espero que você utilize bem realmente os benefícios do cruzamento dos Zebu com Zebu”, concluiu o especialista.

O vídeo com a resposta completa de Abreu segue no video abaixo:

Foto ilustrativa: Reprodução / Indubrasil

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER