A altura é um indicador importante da saúde global, desenvolvimento e estado nutricional das crianças, e foi estudado que aqueles que são alimentados diariamente com leite de vaca são mais altos do que aqueles que são alimentados com sumos de vegetais.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O leite é um alimento básico na infância, uma fonte fundamental de nutrientes essenciais para um crescimento óptimo.

Para o estudo publicado pela Oxford Academic, The American Journal of Clinical Nutrition, Vol. 106, No. 2, foi recolhida uma amostra relativamente grande de 5034 crianças pré-escolares urbanas saudáveis. Dados sobre medidas antropométricas e numerosos factores clinicamente relevantes, tais como a altura materna e a etnia, permitiram ajustes para possíveis margens de erro, e a correlação entre o consumo de leite de vaca e a altura foi consistente. Foi identificado que as crianças que evitam o leite de vaca são mais pequenas, porque não recebem proteínas e outros componentes suficientes para suportar um crescimento óptimo.

O grupo de crianças de 3 anos que consumiram bebidas à base de plantas era mais curto aos 4 anos de idade (95% CI: 0,2, 0,5) ou ∼1,5 cm mais curto (95% CI: 0,8, 2,0 cm) em relação às crianças da mesma idade que consumiram leite de vaca.

Muitos pais de hoje, por confusão própria ou por recomendação de profissionais de saúde mais amigos da ideologia do que a ciência, estão a substituir o leite de vaca por bebidas à base de soja, arroz ou amêndoas, que contêm proteínas diferentes do leite de vaca e carecem, entre outras coisas, de IGF-1 que é um estimulante hormonal de crescimento que promove o desenvolvimento ósseo e de outras células tecidulares.

Uma compreensão profunda da diferença entre os componentes de uma bebida à base de plantas e leite legítimo, e como estes influenciam o crescimento, poderia ajudar os pais, médicos e funcionários da saúde pública a discutir o tipo óptimo de alimentos para crianças e a trabalhar para evitar enganar o público com designações enganosas e recomendações ideologicamente tendenciosas.

Há muitas bebidas não lácteas à base de plantas que são comercializadas como produtos lácteos para crianças, e o seu conteúdo nutricional não é normalizado como o leite de vaca pela FDA e pelo Canadian Food and Drug Regulations, onde este estudo foi realizado. O USDA MyPlate e o Canadian Food Guide reconheceram que as “alternativas” baseadas em plantas não fornecem a mesma energia, proteínas ou vitaminas e minerais encontrados no leite de vaca. Para ser mais gráfico, 2 chávenas de leite de vaca contêm 16 g de proteína, o que corresponde a 70% das necessidades diárias para as crianças de 3 anos. Enquanto 2 chávenas de bebida de amêndoa contêm 4g de proteína, apenas 25% das necessidades diárias para este grupo etário.

Já bebeu o seu copo de leite hoje e os seus filhos? #OLeiteéBomParaSi.

Os produtores falam em até derramar leite em protesto na sexta-feira. A população sugere que o leite seja doado em vez de desperdiçado.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER