O valor de um quilo deste produto já excede 18.000 dólares.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
QUESO COSTEÑO É VENDIDO NA SUA MAIORIA EM LOJAS.

Um quilo de queijo que até há quatro meses atrás podia ser comprado por $10.000 no mercado grossista de Granabastos, actualmente já é vendido por cerca de $18.400.

Na última semana, o aumento para este produto foi de 8%.

O gerente de construção do mercado de Granabastos, Leonardo Mulford, explica que, segundo dados dos comerciantes, a oferta de queijo diminuiu mais de 30%, devido a factores como as inundações na região de La Mojana, no departamento de Magdalena, que é o principal fornecedor de queijo para a costa das Caraíbas. Nesta área, as cheias reduziram as pastagens e, consequentemente, a produção de leite.

Outro factor que contribui para a redução da oferta é que os agricultores estão a produzir mais gado bovino para exportação e menos gado leiteiro.

Por seu lado, o director do Gabinete de Planeamento e Estudos Económicos da Fedegán, Oscar Cubillos, assinala que em Outubro deste ano o aumento do preço do leite pago ao produtor entrou em vigor com um ajustamento de 7%.

“No caso da indústria formal, isto não se reflecte apenas na indústria, mas também no consumidor”, acrescenta ele.

No caso do queijo, observa-se que face ao aumento dos preços no sector formal, muitas empresas começaram a procurar leite no sector informal para não terem de assumir o aumento de preços.

“Uma maior procura nestes preços informais fez subir o preço, para além do aumento do custo dos factores de produção para o sector devido à crise logística e ao aumento da taxa de câmbio”, acrescenta ele.

Este impacto está especialmente presente na produção leiteira especializada que tem lugar no interior do país.

Traduzido com DeepL

Em comemoração ao aniversário do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, o Sebrae publicou o livro “50 Anos de Pequenos Negócios e Grandes Histórias”.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER