Sete grupos agropecuaristas da região continuam entre os 100 maiores produtores de leite do Brasil, conforme levantamento “Top 100 2021 – MilkPoint”, divulgado nesta semana. Dos sete, 3 avançaram no ranking nacional e outros 4 perderam posições em relação à classificação de 2020.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Sete grupos agropecuaristas da região continuam entre os 100 maiores produtores de leite do Brasil, conforme levantamento “Top 100 2021 – MilkPoint”, divulgado nesta semana. Dos sete, 3 avançaram no ranking nacional e outros 4 perderam posições em relação à classificação de 2020.

As Fazendas Reunidas Antonio Carlos Pereira, Filhos e Netos, de Carmo do Rio Claro, é a mais bem classificada da região: em 2020 era a 6ª colocada e agora ocupa a 7ª posição no ranking nacional de maior produção. O Grupo Cabo Verde (Fazenda Santa Luzia) de Passos, subiu do 10º para o 9º lugar; a Fazenda Pérola (Antônio José Freire), de Alpinópolis, avançou do 33º luar para o 28º.

A Fazenda Brejo e Morro Grande (Ivanir Rodrigues Ferreira), de São João Batista do Glória, passou do 48º para 36º lugar; as Fazendas Ipê e Morro Grande (Mauro Paim Beraldo e outros), de São João Batista do Glória, estava em 46º no rancking de 2020 e agora ocupa a 48ª colocação.
A Fazenda Recanto Grão Mongol (Moisés Lemos e Luciano Lemos), de Carmo do Rio Claro, estava em 72º em 2020 e agora ocupa o 84º lugar; também de Carmo do Rio Claro, a Fazenda Barreiro (José Aroldo Vilela Júnior e Robson Vilela Sá Fortes), que estava em 93º lugar em 2020, agora ocupa o 97.

Os 100 primeiros produtores de leite do Brasil Top 100 no ano de 2020 alcançaram média diária de 23.057 litros, 10,29% superior a 2019 e 252,34% maior que no primeiro levantamento realizado, em 2001. O trabalho apurou, também, que mesmo com a alto no custo da produção especialmente ração 77% dos produtores consideraram, a rentabilidade da atividade leiteira em 2020 melhor se comparada a outros anos (em 2019 foram 43%).

Entre os destaques apontados pelos organizadores, a Fazenda Colorado, de Araras/SP, segue como maior produtora de leite (80 mil litros/dia) no Brasil pelo 8º ano consecutivo. A Fazenda Cobiça, de Três Corações/MG, incrementou 19,13% (6.475 litros/dia) em sua produção e passou a figurar ineditamente entre os Top 10: Outras mudanças no Top 10: Sekita alcançou o 3º lugar no ranking, a Agropecuária Régia posicionou-se em 6º lugar e a Fazenda Santa Luzia subiu para a 9ª posição.
Carambeí, no Paraná, permanece como a maior produtora de leite dentre as cidades do Top 100 2021, tanto em número de produtores, como em volume produzido. O Sudeste se mantém como a região com maior volume produzido (444 milhões de litros) e o Sul foi a que teve maior incremento em relação a 2019: 12,65% (mais 28,2 milhões de litros em relação a 2019, considerando os Top 100).

Minas Gerais permanece como o estado com o maior número de propriedades no levantamento, com 40 propriedades (uma a menos que no ano anterior).
Comparando com o ranking do último ano (produção de 2019), verificou-se as seguintes mudanças: 9 produtores que não estavam no ranking do ano passado, entraram neste ano; 2 produtores que ficaram abaixo da 100ª posição no ano anterior, passaram a pertencer aos 100 maiores; 7 produtores que constavam na pesquisa anterior ficaram abaixo dos 100 maiores neste levantamento; 4 produtores que estavam no ranking anterior optaram por não participar por motivos diversos.

COMO É FEITO

O levantamento Top 100 é uma iniciativa do MilkPoint (considerado hoje o maior portal sobre lácteos do mundo e um dos braços da empresa AgriPoint, empresa especializada em informação para o agronegócio, principalmente na cadeia leiteira). Foi realizado pela primeira vez em 2001. O objetivo é conhecer quais são, onde se localizam e qual o perfil de produção dos maiores produtores de leite do Brasil. Este estudo supre uma lacuna de informação existente no setor e permite que se acompanhe no âmbito dos grandes produtores as alterações na chamada “geografia do leite no país”.
Para realizar este levantamento de dados, os organizadores contam com a colaboração de centenas de leitores do MilkPoint que compartilharam informações necessárias para a publicação da listagem dos 100 maiores produtores de leite o Brasil. Esta iniciativa também contou com o apoio de várias empresas do setor.

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER