O USDA, em seu relatório anual de lácteos da União Europeia (UE), estimou que as entregas de leite da UE em 2020 crescerão 1% em relação a 2019 devido à demanda contínua de exportação de produtos lácteos doméstica
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

 

Perspectivas da exportação de lácteos em 2021O USDA, em seu relatório anual de lácteos da União Europeia (UE), estimou que as entregas de leite da UE em 2020 crescerão 1% em relação a 2019 devido à demanda contínua de exportação de produtos lácteos doméstica estável e intervenções no mercado introduzidas pela Comissão Europeia em junho de 2020.

Espere-se que os processadores de laticínios aumentem a produção de queijo, manteiga, leite em pó integral e leite em pó desnatado devido ao aumento na captação de leite. A produção de queijo em 2020 aumentará em relação a 2019 devido a uma maior demanda de exportação.

O número de vacas leiteiras continuará diminuindo em 2020 e 2021, seguindo uma tendência de rebanhos menores e animais mais produtivos. No entanto, a produção de leite não será afetada negativamente, pois um melhor manejo do rebanho, incluindo genética de alta qualidade, aumentou a produção de leite e pode compensar o menor número de animais.

A agência estima que em 2020, o consumo doméstico de manteiga, queijo e leite em pó integral permanecerá aproximadamente o mesmo que em 2019, enquanto o consumo de leite em pó desnatado diminuirá a partir de 2019 e retornará aos níveis médios históricos. Em 2018 e 2019, o consumo de leite em pó desnatado foi “artificialmente” alto após a liberação de estoques de intervenção pública no mercado.

O consumo de leite fluido em 2020 aumentará porque a Covid-19 mudará temporariamente as tendências de consumo. Contudo, é prevista uma diminuição em 2021, à medida que a mudança para outros produtos lácteos e substitutos do leite será retomada. O USDA prevê que o consumo de queijo e manteiga em 2021 aumentará com o aumento da produção.

Expectativa para o setor lácteo em 2021

O consumo de leite em pó integral e desnatado se estabilizará. De acordo com o Milk Market Observatory (MMO) em agosto de 2020, o preço do leite cru na UE foi de €32,7 (US$ 38,6) por 100 quilos, 3% abaixo de agosto de 2019. Embora os preços do leite na fazenda tenham caído de janeiro a junho de 2020, os preços se recuperaram desde julho.

Em 4 de outubro de 2020, o preço do queijo (cheddar) EU27 + UK estava 3% acima de outubro de 2019, enquanto os preços de leite em pó integral, manteiga e leite em pó desnatado eram 8%, 5% e 5%, respectivamente, inferiores aos preços de outubro de 2019.

A agência estima que as exportações de queijo em 2020 continuarão crescendo devido à forte demanda global. Apesar dos problemas da cadeia de abastecimento e da queda temporária na demanda do setor de serviços de alimentação após a Covid-19, as exportações de queijo, manteiga, leite em pó integral e leite fluido aumentarão a partir de 2019.

Estima-se que as exportações de leite em pó desnatado em 2020 diminuirão a partir de 2019 devido à menor demanda prevista de China e Sudeste Asiático e a decisão da UE de liberar seus estoques de intervenção pública de leite em pó desnatado em 2019.

 

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER